Exportar registro bibliográfico

Uma análise das estratégias de ataque, defesa e valorização das faces em um ambiente de interação polêmica: o debate político (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: ALBARELLI, ANA PAULA - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLC
  • Subjects: INTERAÇÃO SOCIAL (SOCIOLOGIA); CORTESIA VERBAL; PERSUASÃO
  • Keywords: Descortesia; Estratégias; Face; Face-work; Impoliteness; Strategies; Trabalho de face
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo tem como propósito analisar a gestão da imagem em um tipo de interação marcada pela polêmica, na qual ocorre o emprego agressivo do trabalho de face. Assim, analisar-se-ão as estratégias de ataque, defesa e valorização das faces em um tipo de interação específica no caso, o debate político em que predominam relações de descortesia entre falantes e ouvintes. Entendemos que a imagem cumpre um papel imprescindível no trabalho de persuasão empreendido pelos interactantes em interações cuja lógica é o conflito. Em razão disso, tomamos, como fundamentação teórica para a abordagem dos mecanismos discursivos, dos quais os interactantes fazem uso em trocas verbais regidas, em sua maioria, por atos de descortesia verbal, pressupostos de teorias que contemplem questões pertinentes para a análise do corpus, como a Análise da Conversação, a Pragmática sobretudo os estudos de Goffman e Brown e Levinson acerca da face bem como as contribuições da Teoria da Argumentação de Perelman e Olbrechts Tyteca, referentes à investigação das estratégias argumentativas de persuasão. Ademais, em virtude de analisarmos um tipo de interação cujo propósito é - mediante atos deliberados de descortesia isto é, atos intencionais - denegrir a imagem do outro e, em contrapartida, construir uma autoimagem, à qual o auditório atribua credibilidade, consideramos que a descortesia consiste em um tipo específico de estratégia, assumindo, assim, uma finalidade argumentativa: no caso, a deinfluenciar o auditório a atribuir juízos de valor negativos àquele cuja face é ameaçada por atos de descortesia, ou seja, por meio da desconstrução da imagem do outro na interação. Por essa razão, consideramos a necessidade de tomarmos, ainda, como embasamento teórico, as contribuições de estudiosos - sobretudo Aquino e Erlich - cujos trabalhos têm como objetivo analisar a polêmica nas interações verbais atrelada à questão da argumentação. O corpus, do qual fizemos uso, constitui-se da transcrição do primeiro debate do segundo turno, relativo às eleições de 1998, realizado em São Paulo, entre os candidatos ao governo: Mario Covas e Paulo Maluf
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.04.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALBARELLI, Ana Paula; SILVA, Luiz Antonio da. Uma análise das estratégias de ataque, defesa e valorização das faces em um ambiente de interação polêmica: o debate político. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-05062013-125613/ >.
    • APA

      Albarelli, A. P., & Silva, L. A. da. (2013). Uma análise das estratégias de ataque, defesa e valorização das faces em um ambiente de interação polêmica: o debate político. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-05062013-125613/
    • NLM

      Albarelli AP, Silva LA da. Uma análise das estratégias de ataque, defesa e valorização das faces em um ambiente de interação polêmica: o debate político [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-05062013-125613/
    • Vancouver

      Albarelli AP, Silva LA da. Uma análise das estratégias de ataque, defesa e valorização das faces em um ambiente de interação polêmica: o debate político [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8142/tde-05062013-125613/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020