Exportar registro bibliográfico

Avaliação da atividade antiúlcera de Kalanchoe pinnata (lam.) Pers (crassulaceae) (2013)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOBREIRA, FLáVIA CARVALHO - FCF
  • Unidades: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: FARMACOGNOSIA; FLAVONÓIDES; PRODUTOS NATURAIS; FITOQUÍMICA; ÚLCERA GÁSTRICA
  • Language: Português
  • Abstract: Plantas medicinais são utilizadas tradicionalmente pela população para a prevenção e tratamento da úlcera gástrica. A úlcera gástrica é uma patologia heterogênea de etiologia multifatorial. É uma doença que acomete pessoas em todo mundo tendo como consequência a elaboração de fármacos com a finalidade de amenizar os sintomas e possibilitar a cura. Entretanto, o tratamento prolongado com os recursos terapêuticos disponíveis pode ocasionar vários efeitos colaterais. Extrato de folhas de Kalanchoe pinnata (Lam.) Pers. (Crassulaceae) é utilizado pela população para o tratamento de problemas gástricos. Esta espécie está incluída na Relação Nacional de Plantas com Interesse ao SUS (RENISUS). Com a finalidade de investigar a atividade antiúlcera foram ensaiados dois modelos de lesões gástricas em animais. No modelo de indução por etanol acidificado, o extrato bruto de K. pinnata apresentou diminuição das lesões gástricas em 74% na dose de 200 mg/kg (p<0.05) e de 98% (p<0.01) na dose de 400 mg/kg. A fração acetato de etila, quando experimentada nas doses de 100 mg/kg, 200 mg/kg e 400 mg/kg, exibiu significante redução nas lesões gástricas (p<0.001), em 77%, 95% e 96%, respectivamente. O ensaio com a fração aquosa também mostrou gastroproteção visualizada pela diminuição das úlceras gástricas em 69% e 91% nas doses de 200 mg/kg (p<0.05) e 400 mg/kg (p<0.01), respectivamente. Em modelo de indução por ácido acético não houve diferença estatística na redução da lesão gástrica nas doses (100 mg/kg, 200 mg/kg e 400 mg/kg) analisadas de extrato bruto de K. pinnata, após 7 dias de tratamento. No entanto, foi observado uma tendência na redução da lesão gástrica nas doses de 200 mg/kg e 400 mg/kg. Células polimorfonucleares, células mononucleares, fibroblastos e matriz extracelular foram quantificadas pela técnica de estimativa de volume celular,para verificação do processo de cicatrização. Foi constatado que nas doses de 200 mg/kg e 400 mg/kg ocorreu uma redução da fração de volume ocupada por leucócitos polimorfonucleares, favorecendo a promoção do reparo da mucosa gástrica. Paralelamente aos estudos farmacológicos, foi efetuada a padronização do extrato e frações, a obtenção do perfil cromatográfico por Cromatografia em Camada Delgada (CCD) do extrato bruto e frações (clorofórmica, acetato de etila e aquosa) e também por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE) das frações acetato de etila e aquosa. O cromatograma resultante da fração acetato de etila evidenciou dois picos de maior intensidade e o perfil cromatográfico da fração aquosa apresentou um composto majoritário. Os compostos majoritários foram isolados e caracterizados como pertencentes à classe dos flavonoides. Quercitrina foi isolada da fração acetato de etila e quercetina 3-O-α-L-arabinopiranosil (1→2) α- L-ramnopiranosídeo foi isolada em ambas as frações. Os resultados da quantificação de flavonoides, da quantificação de substâncias fenólicas e da atividade antioxidante estão em consonância com os resultados biológicos apresentados, sugerindo uma possível relação dos flavonoides presentes no extrato com a atividade gastroprotetora e com a facilitação da cicatrização de úlceras gástricas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.04.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOBREIRA, Flávia Carvalho; BACCHI, Elfriede Marianne. Avaliação da atividade antiúlcera de Kalanchoe pinnata (lam.) Pers (crassulaceae). 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-23052013-145846/ >.
    • APA

      Sobreira, F. C., & Bacchi, E. M. (2013). Avaliação da atividade antiúlcera de Kalanchoe pinnata (lam.) Pers (crassulaceae). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-23052013-145846/
    • NLM

      Sobreira FC, Bacchi EM. Avaliação da atividade antiúlcera de Kalanchoe pinnata (lam.) Pers (crassulaceae) [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-23052013-145846/
    • Vancouver

      Sobreira FC, Bacchi EM. Avaliação da atividade antiúlcera de Kalanchoe pinnata (lam.) Pers (crassulaceae) [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9138/tde-23052013-145846/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020