Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Mortalidade materna no município de São Paulo, 2000 a 2008 (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: ZACARIAS, TATIANE SANO FURUKAWA - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426
  • Subjects: SAÚDE (ESTATÍSTICAS E DADOS NUMÉRICOS); DESIGUALDADES SOCIAIS; MARGINALIDADE SOCIAL; MORTALIDADE MATERNA; SAÚDE DA MULHER; SAÚDE REPRODUTIVA; CAUSA DA MORTE; ATESTADO DE ÓBITO
  • Keywords: Áreas homogêneas; Desigualdades em saúde
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A mortalidade materna é um grande problema de Saúde Pública no Brasil e no mundo. Atinge muitas mulheres e representa um indicador de pobreza e iniquidade social. Objetivo: Analisar as mortes maternas ocorridas no município de São Paulo em uma série histórica de 2000 a 2008. Métodos: Estudo ecológico, que analisou os óbitos maternos ocorridos em residentes do município de São Paulo entre os anos de 2000 a 2008. Foram utilizados dados das Declarações de Óbito e dos relatórios do Comitê de Mortalidade Materna. O mapa de exclusão/inclusão social e as áreas homogêneas dos 96 distritos administrativos foram utilizados como unidades de análise. Foram calculadas as razões de mortalidade materna, o percentual de subnotificação de causas maternas declaradas e fator de correção. Foram analisadas as causas que ocultavam os óbitos maternos. A análise de tendência da mortalidade para o município foi realizada por meio de modelos de regressão polinomial e a para análise de correlação utilizou-se o teste de correlação de Pearson. Foi considerado o nível de significância de 5 por cento (p<0,05). Para análise do preenchimento das variáveis 43 e 44, as Declarações de óbito foram localizadas no arquivo morto da Prefeitura Municipal. Resultados: Ocorreram 877 óbitos. A Razão de Mortalidade Materna (RMM) foi de 53,2 óbitos/100.000 Nascidos Vivos. A série histórica apresentou tendência decrescente estatisticamente significativa, com redução de 1,73 ao ano. As menores RMM foram encontradas nas áreas homogêneas de menor exclusão social, e as maiores, nas áreas de maior exclusão. As áreas mais excluídas apresentaram risco de morte materna aproximadamente três vezes maior que na área menos excluída.A correlação de Pearson revelou moderada correlação negativa entre a RMM e o índice de exclusão/inclusão global (-0,37), o índice de desenvolvimento humano (-0,40) e de autonomia (-0,36). As principais causas de morte materna foram as obstétricas indiretas. O percentual médio de subnotificação das causas maternas foi de 45,38 por cento, e o fator de correção médio foi 1,83. Destacou-se o grande percentual de causas mal definidas declaradas. Entre 2004 a 2006, 43,4 por cento das declarações apresentaram os campos 43 e 44 preenchidos corretamente. A maioria das declarações apresentou três diagnósticos informados. Conclusões: A RMM mostrou relação com as condições socioeconômicas. É necessário maior investimento em treinamentos para o correto preenchimento das Declarações de óbito. É necessário a implementação mais efetiva de ações de saúde voltadas para a mortalidade materna.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.02.2013
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZACARIAS, Tatiane Sano Furukawa; LAURENTI, Ruy. Mortalidade materna no município de São Paulo, 2000 a 2008. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426 > DOI: 10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426.
    • APA

      Zacarias, T. S. F., & Laurenti, R. (2013). Mortalidade materna no município de São Paulo, 2000 a 2008. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426
    • NLM

      Zacarias TSF, Laurenti R. Mortalidade materna no município de São Paulo, 2000 a 2008 [Internet]. 2013 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426
    • Vancouver

      Zacarias TSF, Laurenti R. Mortalidade materna no município de São Paulo, 2000 a 2008 [Internet]. 2013 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2013.tde-12042013-103426

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021