Exportar registro bibliográfico

Identificação de proteínas secretadas por duas espécies de Leptospira, uma patogênica e uma saprófita (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: RICARDI, LIGIA MARIA PIASSI - BIOTECNOLOGIA
  • Unidade: BIOTECNOLOGIA
  • Subjects: LEPTOSPIROSE; PROTEÍNAS; SECREÇÃO; PATOGENIA ANIMAL; PROTEÍNAS DE MATRIZ EXTRACELULARES
  • Keywords: PATOGENIA; PROTEOMA; EXOPROTEOMA
  • Language: Português
  • Abstract: A leptospirose é uma zoonose de distribuição mundial causada por espiroquetas patogênicas do gênero Leptospira. Resultados experimentais demonstraram que a patogênese pode estar relacionada com a capacidade destas bactérias em aderir a proteínas da matriz extracelular, escapar da resposta imune do hospedeiro e de produzir toxinas. Este trabalho teve como objetivo identificar proteínas secretadas por Leptospira interrogans sorovar Pomona estirpe Fromm kennewicki (patogênica) e Leptospira biflexa sorovar Patoc estirpe Patoc I (saprófita), através de análise proteômica. As leptospiras foram cultivadas em meio EMJH suplementado com soro de coelho ou albumina bovina. Os sobrenadantes foram filtrados, dialisados e liofilizados para aplicação das tecnologias de análise proteômica utilizando gel bidimensional e análise em solução. A análise dos peptídeos obtidos, nos dois procedimentos, foi realizada utilizando-se LC/MS/MS. Foi possível a identificação de 159 proteínas diferentes nas amostras de L.interrogans, entre as quais 64 foram positivas em pelo menos uma das ferramentas usadas para a predição. Em L. biflexa, 104 proteínas diferentes foram identificadas, entre elas 43 proteínas foram positivas pela análise in silico. Entre as proteínas identificadas, estão aquelas que possuem peptídeo sinal sec ou tat dependentes. Em outras, a predição da localização celular é desconhecida ou podem ter múltiplos sítios de localização, e ainda, proteínas que não possuem peptídeo sinal e que podem ser secretadas por mecanismos não convencionais. Muitos destas são proteínas hipotéticas sem domínios conservados detectados.No que diz respeito à atividade proteolítica, foi identificada a presença de metaloproteases no secretoma de L.interrogans. Não houve detecção da presença significativa de proteases bacterianas em amostras de L. biflexa. A identificação e a caracterização funcional de proteínas secretadas poderão contribuir para a elucidação dos mecanismos patogênicos e no desenvolvimento de novas estratégias para o tratamento e prevenção de leptospirose.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.03.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RICARDI, Ligia Maria Piassi; ANIZ, Patrícia Antonia Estima Abreu de. Identificação de proteínas secretadas por duas espécies de Leptospira, uma patogênica e uma saprófita. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-11062013-103819/pt-br.php >.
    • APA

      Ricardi, L. M. P., & Aniz, P. A. E. A. de. (2013). Identificação de proteínas secretadas por duas espécies de Leptospira, uma patogênica e uma saprófita. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-11062013-103819/pt-br.php
    • NLM

      Ricardi LMP, Aniz PAEA de. Identificação de proteínas secretadas por duas espécies de Leptospira, uma patogênica e uma saprófita [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-11062013-103819/pt-br.php
    • Vancouver

      Ricardi LMP, Aniz PAEA de. Identificação de proteínas secretadas por duas espécies de Leptospira, uma patogênica e uma saprófita [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-11062013-103819/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021