Exportar registro bibliográfico

Predição in silico e caracterização parcial das bacteriocinas de Xylella fastidiosa (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: DUARTE, RODRIGO ROBERTO RAFAGNIN - IQ
  • Unidade: IQ
  • Sigla do Departamento: QBQ
  • Subjects: BIOLOGIA MOLECULAR; GENOMAS; SEQUENCIAMENTO GENÉTICO; GENÉTICA VEGETAL; FITOPATÓGENOS
  • Language: Português
  • Abstract: Xylella fastidiosa é o agente causal de uma série de doenças que ocorrem em plantas economicamente importantes como laranjeiras, videiras e cafeeiros, causando no Estado de São Paulo prejuízos relevantes à indústria citrícola. Esta bactéria Gram-negativa é restrita ao xilema das plantas e à porção anterior do trato digestório dos insetos vetores das famílias Cicadellidae e Cercopidae, conhecidos como cigarrinhas. Tentativas de elucidar os mecanismos de virulência e patogenicidade adotados por esta bactéria apontam a formação do biofilme como etapa fundamental para o estabelecimento da infecção e o consequente desenvolvimento da doença na planta, mas fatores adicionais parecem contribuir, tais como a produção de toxinas. As bacteriocinas são proteínas com atividade antibiótica contra cepas próximas à espécie produtora e que já foram associadas à virulência e patogenicidade de outras bactérias. Uma varredura in silico no genoma de X. fastidiosa 9a5c revelou 13 sequências codificadoras de microcinas putativas no cromossomo. Transcritos de todos esses genes foram detectados por RT-qPCR em culturas de X. fastidiosa 9a5c, e análises comparativas com genomas públicos (cepas Temecula1, Dixon, Ann-1, M23, M12, EB92-1 e GB514) e recém sequenciados por nosso grupo de pesquisa (cepas U24d, J1a12, 3124, Hib4, Pr8x e Fb7) revelaram que cada cepa possui seu próprio arsenal de bacteriocinas. Diferenças encontradas in silico entre os loci de bacteriocinas nas cepas foram demonstradasexperimentalmente. Nossos resultados comprovam a variabilidade predita nos quatro clusters de bacteriocinas que identificamos, o que é esperado para genes relacionados à adaptação e patogenicidade. Destes loci, três foram detectados por RT-PCR como transcritos policistrônicos. Nossa tentativa de detectar essas proteínas em culturas de X. fastidiosa (através de sequenciamento de polipeptídeos por HPLC-MS/MS) foi capaz de identificar uma das bacteriocinas putativas e, portanto, o conjunto de nossas observações apóia a continuidade dos estudos para elucidar o papel das bacteriocinas na fisiopatologia de X. fastidiosa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.01.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DUARTE, Rodrigo Roberto Rafagnin; DA SILVA, Aline Maria. Predição in silico e caracterização parcial das bacteriocinas de Xylella fastidiosa. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-23042013-085922/ >.
    • APA

      Duarte, R. R. R., & Da Silva, A. M. (2013). Predição in silico e caracterização parcial das bacteriocinas de Xylella fastidiosa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-23042013-085922/
    • NLM

      Duarte RRR, Da Silva AM. Predição in silico e caracterização parcial das bacteriocinas de Xylella fastidiosa [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-23042013-085922/
    • Vancouver

      Duarte RRR, Da Silva AM. Predição in silico e caracterização parcial das bacteriocinas de Xylella fastidiosa [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-23042013-085922/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021