Exportar registro bibliográfico

Repercussões dos exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico sobre os parâmetros hemodinâmicos úteroplacentários e fetais no Diabetes mellitus gestacional (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: VALERI, FABIANA LELLIS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: GRAVIDEZ; EXERCÍCIO FÍSICO; DIABETES MELLITUS; ULTRASSONOGRAFIA DOPPLER
  • Language: Português
  • Abstract: O assoalho pélvico é anatomicamente dividido em fáscia endopélvica, diafragma pélvico e diafragma urogenital. O músculo levantador do ânus é considerado a estrutura mais importante na manutenção da estática dos órgãos pélvicos. A gravidez e o parto têm sido implicados no desenvolvimento da disjunção do assoalho pélvico, incluindo o aumento da prevalência de incontinência urinaria durante a gravidez e o puerpério. O treinamento dos músculos do assoalho pélvico (TMAP) durante a gravidez tem sido tema de vários estudos que tentam comprovar a sua eficácia na prevenção e tratamento da incontinência urinaria e nos resultados do trabalho de parto e parto. E, ainda, considerando que o Diabetes mellitus gestacional é uma importante causa de morbidade e mortalidade perinatal, assim como da morbidade materna, e que a atividade física tem papel importante no manejo clínico, subsidiada por trabalhos evidenciando melhora nos níveis séricos de glicemia Concomitante ao expressivo número de pesquisas que utilizam protocolos de TMAP durante a gestação como metodologia de escolha e do provável beneficio que esse treinamento pode trazer às gestantes, torna-se evidente a necessidade do estudo dos efeitos fetais desse tipo de intervenção. Na literatura, encontram-se trabalhos que avaliaram as repercussões fetais e níveis glicêmicos em gestantes diabéticas, associadas à realização de exercício físico aeróbico, porém constata-se que não existem estudos que contemplaram essa investigação com exercícios específicos do assoalho pélvico, nem tampouco no Diabetes mellitus gestacional. Na presente análise, realizou-se um estudo do tipo clínico, prospectivo, randomizado e controlado com gestantes de baixo risco e diabéticas. As pacientes foram randornizadas em quatro grupos: dois grupos foram submetidos aos exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico através desessões semanais durante 16 semanas, sendo um grupo de gestantes de baixo risco e o outro as gestantes diabéticas, em contraposição a os outros dois grupos que não realizaram exercícios, também divididos em grupo de gestantes de baixo risco e gestantes diabéticas. Os exames ultrassonográficos foram realizados com 28, 32 e 36 semanas gestacionais, sendo avaliados os índices de resistência (IR) e pulsatilidade (IP) das artérias uterina, umbilical e cerebral média, antes e após os exercícios. Na análise estatística foi utilizado o modelo de regressão linear com efeitos mistos (efeitos aleatórios e fixos). Este procedimento foi realizado através do software SAS® 9.0, utilizando a PROC MIXED. Foram incluídas 18 pacientes no grupo exercício e 21 pacientes no grupo controle, dentre as gestantes de baixo risco, e 7 pacientes no grupo exercício e 13 pacientes no grupo controle, dentre as gestantes diabéticas. As comparações das médias dos índices dopplervelocimétricos do grupo exercício no Diabetes mellitus gestacional entre as avaliações antes e após exercício não mostraram diferenças significativas nos fluxos da circulação uteroplacentária, fetoplacentária e fetal. E, ainda, comparando as médias dos índices dopplervelocimétricos da artéria cerebral média fetal, umbilical e uterinas entre as gestantes de baixo risco e diabéticas após o exercício e nos grupos sem exercício, também não mostraram diferença significativa Permite-se inferir com o presente estudo que a realização de exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico durante a gravidez no Diabetes mellitus gestacional não altera IP e IR das artérias uterinas, umbilical e cerebral média nas idades gestacionais de 28, 32 e 36 semanas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.01.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALERI, Fabiana Lellis; CAVALLI, Ricardo de Carvalho. Repercussões dos exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico sobre os parâmetros hemodinâmicos úteroplacentários e fetais no Diabetes mellitus gestacional. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Valeri, F. L., & Cavalli, R. de C. (2013). Repercussões dos exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico sobre os parâmetros hemodinâmicos úteroplacentários e fetais no Diabetes mellitus gestacional. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Valeri FL, Cavalli R de C. Repercussões dos exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico sobre os parâmetros hemodinâmicos úteroplacentários e fetais no Diabetes mellitus gestacional. 2013 ;
    • Vancouver

      Valeri FL, Cavalli R de C. Repercussões dos exercícios de treinamento dos músculos do assoalho pélvico sobre os parâmetros hemodinâmicos úteroplacentários e fetais no Diabetes mellitus gestacional. 2013 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021