Exportar registro bibliográfico

Condições de vida e saúde de crianças residentes em área de manancial do município de Diadema, SP (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CRUVINEL, GABRIELA TORRES - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HSA
  • Subjects: ÁREAS DE CONSERVAÇÃO; QUALIDADE DE VIDA URBANA; SANEAMENTO AMBIENTAL; DOENÇAS INFECCIOSAS; DOENÇAS PARASITÁRIAS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: APRM do Município de Diadema, SP, que apresenta área de ocupação urbana consolidada, núcleos habitacionais e elevada densidade demográfica. Objetivos: Descrever as condições demográficas, sociais, ambientais e de saúde de crianças de 0 a 5 anos residentes nos territórios Eldorado e Inamar do município de Diadema, SP, no período de 2007 a 2010. Método: Estudo descritivo utilizando dados secundários de banco de dados sobre saúde (SIAB, DATASUS, CVE) e instituições públicas de estatísticas (IBGE, Fundação SEADE), além do Laboratório de Análises Clínicas Municipal, objetivando caracterizar a população residente em APRM. Resultados: A população na área de estudo ocupou o local a partir de loteamentos clandestinos e invasões, oriundos, majoritariamente, de favelas de outros municípios e migrantes de estados nordestinos. O quadro socioeconômico da população condiz com o padrão apresentado por outras populações residentes em periferia de baixa renda e nível de escolaridade, o que implica em baixa qualificação profissional e consequente baixa remuneração. Esta população apresenta os piores índices de exclusão social do município. A despeito deste quadro e pela ilegalidade da ocupação, a oferta de serviços de saneamento é bastante ampla, resultante de contínuos programas de urbanização promovidos pelas gestões municipais. Quanto às questões de saúde, constatamos carência de dados e negligenciamento do registro das doenças infecciosas e parasitárias ligadas a um ambiente precário no qual essa população vive. Segundo as fontes consultadas, o número de casos destas doenças é baixo entre crianças menores de cinco anos de idade. Conclusão: As doenças associadas ao saneamento ambiental inadequado são negligenciadas pelo sistema de saúde, que mantém acompanhamento mais rigoroso sobre as taxas de mortalidade ligadas a tais enfermidades. A dificuldade de obtenção das taxas deprevalência destas doenças mostrou-se um relevante entrave à descrição mais próxima do real estado de saúde das crianças, que resulta em impossibilidade de um planejamento eficaz de ações que possam promover a melhoria das condições de vida e saúde desta população
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.09.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CRUVINEL, Gabriela Torres; RAZZOLINI, Maria Tereza Pepe. Condições de vida e saúde de crianças residentes em área de manancial do município de Diadema, SP. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.
    • APA

      Cruvinel, G. T., & Razzolini, M. T. P. (2012). Condições de vida e saúde de crianças residentes em área de manancial do município de Diadema, SP. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cruvinel GT, Razzolini MTP. Condições de vida e saúde de crianças residentes em área de manancial do município de Diadema, SP. 2012 ;
    • Vancouver

      Cruvinel GT, Razzolini MTP. Condições de vida e saúde de crianças residentes em área de manancial do município de Diadema, SP. 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020