Exportar registro bibliográfico

Caracterização silvigênica de um trecho de floresta Ombrófila densa do parque estadual Carlos Botelho, Sete Barras - SP (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: VIECILI, RENATA RODRIGUES FERNANDEZ - ECOLOGIA APLICA
  • Unidade: ECOLOGIA APLICA
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: FLORESTAS TROPICAIS; COMUNIDADES VEGETAIS
  • Keywords: Silvigênese
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve por objetivo realizar a caracterização silvigênica de um trecho de Floresta Ombrófila Densa Sub Montana em conjunto com o estabelecimento de possíveis relações entre as alterações espaciais do mosaico silvático e os fatores abióticos (solo e topografia). O método utilizado foi o de interceptação de linhas de inventário, com identificação das ecounidades descrito por Torquebiau (1986). Foram dispostas linhas paralelas entre si e distantes 10 m uma da outra. Todos os indivíduos dominantes (mais altos naquele ponto), cujas projeções horizontais das copas interceptaram as linhas, foram amostrados na caracterização silvigênica. Foram tomadas medidas, de no mínimo quatro pontos, da projeção horizontal da copa destes indivíduos até as linhas de inventário, em um sistema de eixos ortogonais (coordenadas x e y). Cada árvore marcada no campo foi classificada, quanto à sua arquitetura, em: árvores do futuro, árvores do presente e árvores do passado (OLDEMAN,1987). As áreas de clareira que interceptaram as linhas também foram amostradas, medidas e mapeadas. O estabelecimento das diversas ecounidades em cada trecho amostrado é feito a partir da união das copas de árvores de mesma categoria. O desenho do mosaico e o cálculo das áreas das ecounidades foram feitos por meio do programa TNTmips, a partir das coordenadas das copas dentro das linhas de inventário. Este trabalho resultou na representação gráfica da cobertura vegetal da área estudada e a sua correlaçãocom os fatores abióticos. Para avaliar o papel dos fatores abióticos na composição espacial do mosaico vegetacional, foram analisadas e combinadas as diversas informações em um Sistema de Informações Geográficas (SIG). Para tal, cada \"classe\" de informação constitui um plano de informação ou um \"layer\" dentro do SIG. De acordo com os resultados pode-se concluir que a caracterização silvigênica indicou que a área estudada representa uma floresta em fase de pré-maturidade por apresentar sinais de perturbações recentes, traduzidas nas altas proporções de ecounidades 1A e em reorganização observadas. Conclui-se ainda quepode ser estabelecida uma relação entre a distribuição das ecounidades e os fatores abióticos estudados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIECILI, Renata Rodrigues Fernandez; SPAROVEK, Gerd. Caracterização silvigênica de um trecho de floresta Ombrófila densa do parque estadual Carlos Botelho, Sete Barras - SP. 2013.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-15052013-085234/ >.
    • APA

      Viecili, R. R. F., & Sparovek, G. (2013). Caracterização silvigênica de um trecho de floresta Ombrófila densa do parque estadual Carlos Botelho, Sete Barras - SP. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-15052013-085234/
    • NLM

      Viecili RRF, Sparovek G. Caracterização silvigênica de um trecho de floresta Ombrófila densa do parque estadual Carlos Botelho, Sete Barras - SP [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-15052013-085234/
    • Vancouver

      Viecili RRF, Sparovek G. Caracterização silvigênica de um trecho de floresta Ombrófila densa do parque estadual Carlos Botelho, Sete Barras - SP [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/91/91131/tde-15052013-085234/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021