Exportar registro bibliográfico

Resposta proliferativa e inflamatória da glandula lacrimal em quatro modelos de ratos (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: MACHADO FILHO, ELISIO BUENO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: REGENERAÇÃO (FENÔMENOS BIOLÓGICOS); APARELHO LACRIMAL; INFLAMAÇÃO; OLHO; TRANSPLANTES
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a glândula lacrimal (GL) e superfície ocular (SO) em resposta à ablação parcial (G1), transplante alogênico (G2), denervação (G3) e indução imune (G4). Métodos: Ratos Wistar machos com oito semanas de idade foram submetidos aos seguintes procedimentos na GL direita: G1) ablação parcial; G2) ablação parcial e transplante alogênico de GL; G3) denervação e G4) indução inflamatória por injeção de GL homogeneizada em base da cauda. Nos três primeiros grupos, o olho esquerdo foi o controle (n = 5-10/grupo). Os animais foram anestesiados e avaliados em lâmpada de fenda, pelo teste do fenol vermelho e por citologia de impressão. As GL foram removidas e processadas para histologia e westem blot para comparar a expressão de antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) e caspase-3 ativada depois de um mês e dois meses. Resultados: A observação em lâmpada de fenda revelou sinais de inflamação e neovascularização da córnea, principalmente no G2, seguido pelos G4, G1 e G3. O teste do fenol vermelho não diferiu entre os grupos, após um mês e dois meses (p>0,05). O peso da GL foi aproximadamente a metade no G1 e G2 depois de um e dois meses em relação ao controle (p = 0,0386 para um mês e p<0,0001 para dois meses). No G4, hipotrofia e dilatação das glândulas de Meibôrnio (GM) foram observadas. A expressão de caspase-3 foi significativamente maior no G2 e G4 e em um mês (p=0, 0242 e 0, 0177, respectivamente) e nos G3 e G4 em dois meses (p=0,0095 e 0,0043, respectivamente), já o PCNA não apresentou diferenças. Conclusões: Em ratos, a regeneração espontânea ou por meio de transplante alogênio da GL não pode ser observada após dois meses. Além disso, em três dos quatro modelos a lesão de GL estendeu-se para a GM ou córnea
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.03.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO FILHO, Elísio Bueno; ROCHA, Eduardo Melani. Resposta proliferativa e inflamatória da glandula lacrimal em quatro modelos de ratos. 2013.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2013.
    • APA

      Machado Filho, E. B., & Rocha, E. M. (2013). Resposta proliferativa e inflamatória da glandula lacrimal em quatro modelos de ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Machado Filho EB, Rocha EM. Resposta proliferativa e inflamatória da glandula lacrimal em quatro modelos de ratos. 2013 ;
    • Vancouver

      Machado Filho EB, Rocha EM. Resposta proliferativa e inflamatória da glandula lacrimal em quatro modelos de ratos. 2013 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021