Exportar registro bibliográfico

Avaliação da fotoestabilidade de acetazolamida e loratadina e da capacidade de fotoproteção de seus complexos com ciclodextrinas (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: GRANIZO, PATRICIA ELIZABETH RIVAS - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Subjects: MEDICAMENTO (ANÁLISE); CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA EFICIÊNCIA (APLICAÇÕES); ANTI-HISTAMÍNICOS
  • Language: Português
  • Abstract: A fotoestabilidade é uma propriedade das moléculas que, quando utilizada como parâmetro farmacêutico, descreve como um fármaco responde à exposição à luz (solar ou artificial). No presente trabalho, foi avaliada a fotoestabilidade dos fármacos loratadina (LORA) e acetazolamida (ACZ) e de complexos LORA-ciclodextrinas. O estudo de fotoestabilidade de LORA (Capítulo 2) indicou que o fármaco é estável quando no estado sólido, porém, ocorre surgimento de coloração intensa. Por outro lado, quando em solução, observou-se degradação do fármaco, com surgimento de vários fotoprodutos denominados ´FIND.1´ a ´FIND.15´, dentre os quais foi possível identificar cinco compostos: ´FIND.4´ (´C IND.13´´H IND.10´N), ´F IND.10´ (´C IND.14´´H IND.10´CIN), ´F IND.8´ (´C IND.20´´H IND.18´CIN IND.2´O), ´F IND.9´ (´C IND.19´´H IND.18´CIN IND.2´) e ´F IND.14´ (´C IND.17´´H IND.14´CIN). A validação do método analítico CLAE, utilizado para quantificação de LORA em especialidades farmacêuticas (comprimidos e xaropes) é descrita no Capítulo 3. Na avaliação da fotodegradação forçada de formulações líquidas contendo LORA, foram degradados até 50% do fármaco. As formulações sólidas apresentaram-se fotoestáveis, observando-se perda de menos de 5% do fármaco. Não foram encontrados produtos de fotodegradação nas formulações, quando analisadas tal qual, obtidas do mercado. Dessa forma, as embalagens primárias garantiram sua estabilidade. A complexação de LORA com ciclodextrinas (Capítulo 4) mostrou-se um recurso bastante interessante para melhorar a fotoestabilidade do fármaco, uma vez que, após 12 horas de irradiação luminosa, é possível recuperar até 99% deste, quando na forma de complexo com γ-CD na proporção 1:1. Finalmente, o Capítulo 5 traz o método CLAE desenvolvido e validado para avaliação da acetazolamida (ACZ), o qual mostrou-seadequado para a quantificação do fármaco, obtendo-se ótima linearidade, precisão, exatidão e seletividade. Segundo as condições do guia Q1B, a ACZ se manteve estável quando submetida à radiação luminosa utilizando meios aquosos e no estado sólido. No entanto, a fotoestabilidade da ACZ foi afetada na presença de metanol, sendo possível quantificar três impurezas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIVAS GRANIZO, Patricia Elizabeth; FERRAZ, Humberto Gomes. Avaliação da fotoestabilidade de acetazolamida e loratadina e da capacidade de fotoproteção de seus complexos com ciclodextrinas. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-18042013-154107/ >.
    • APA

      Rivas Granizo, P. E., & Ferraz, H. G. (2012). Avaliação da fotoestabilidade de acetazolamida e loratadina e da capacidade de fotoproteção de seus complexos com ciclodextrinas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-18042013-154107/
    • NLM

      Rivas Granizo PE, Ferraz HG. Avaliação da fotoestabilidade de acetazolamida e loratadina e da capacidade de fotoproteção de seus complexos com ciclodextrinas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-18042013-154107/
    • Vancouver

      Rivas Granizo PE, Ferraz HG. Avaliação da fotoestabilidade de acetazolamida e loratadina e da capacidade de fotoproteção de seus complexos com ciclodextrinas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-18042013-154107/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021