Exportar registro bibliográfico

Aproveitamento dos subprodutos de vinificação da uva Bordô (Vitis labrusca) para obtenção de pigmentos com propriedades funcionais (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: SOUZA, VOLNEI BRITO DE - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZEA
  • Subjects: BAGAÇOS; UVA; ATOMIZAÇÃO; MALTODEXTRINA; FLAVONÓIDES
  • Keywords: Anthocyanins; Antocianinas; Atividade biológica; Bagaço de uva; Biological activity; Grape pomace; Physicochemical properties; Propriedades físico-químicas; Spray drying
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste trabalho foi produzir pigmentos em pó a partir dos subprodutos de vinificação da uva tinta, variedade Bordô (Vitis labrusca), através da secagem em spray dryer utilizando maltodextrina como agente carreador. Foram estudados os efeitos das condições de processo sobre algumas propriedades físico-químicas, além da estabilidade e da atividade biológica do material obtido. Extratos etanólicos das cascas e sementes da uva foram obtidos e concentrados até um terço do volume inicial. Este extrato foi então misturado com o agente carreador maltodextrina 10 DE nas concentrações de 10, 20 ou 30% e atomizado em spray dryer, com vazão de alimentação de 44 mL/min e temperaturas do ar de entrada de 130, 150 ou 170°C, num total de nove ensaios. Além disso, foi obtida uma amostra de extrato concentrado liofilizado, sem a presença do agente carreador, para efeito de comparação. Avaliou-se o rendimento do processo de atomização; e para as amostras obtidas determinou-se o teor de umidade, retenção de antocianinas, higroscopicidade e solubilidade em água, a fim de verificar a influência das condições de processo sobre essas características. Estas amostras também foram avaliadas quanto à morfologia, distribuição do tamanho de partículas e isotermas de sorção de umidade. Todas as amostras obtidas (atomizadas e liofilizada) foram avaliadas quanto à cor instrumental, espectroscopia de infravermelho, estabilidade durante a estocagem, presença de compostos bioativos (fenólicos,flavonóides, antocianinas e proantocianidinas), além de atividade antioxidante, antimicrobiana e de inibição da arginase de Leishmania. As condições de processo avaliadas (temperatura de secagem e concentração de agente carreador) tiveram forte influência nas características estudadas. O teor de umidade, a retenção de antocianinas, a morfologia e o tamanho das partículas, foram bastante influenciados pela temperatura de secagem e pela concentração de agente carreador, enquanto que a higroscopicidade sofreu maior influência da concentração de agente carreador. Esse parâmetro também apresentou grande influência nas isotermas de sorção de umidade das amostras. Não houve grande interferência do processo de secagem na composição química do material obtido, evidenciada pelos espectros de infravermelho. Quanto à avaliação da estabilidade durante a estocagem, foi observado que as amostras contendo maltodextrina conservaram mais as antocianinas e a cor, quando comparadas com as amostras sem carreador e os extratos líquidos, indicando, que o processo de secagem e a presença do carreador, promoveram um efeito protetor aos compostos e sua cor. Todas as amostras apresentaram altos teores de flavonóides totais, antocianinas, proantocianidinas e elevados valores de atividade antioxidante variando de 314,06 a 441,04 µmolesTE/g de extrato seco pelo método DPPH e de 993,32 a 1138,68 µmolesTE/g de extrato seco pelo método FRAP. Apresentaram atividade antimicrobiana principalmentecontra Staphylococcus aureus e Listeria monocytogenes. Além disso, tiveram grande capacidade de inibir a enzima arginase de Leishmania com porcentagem de inibição variando de 54,60 a 83,43%. Os resultados encontrados sugeriram que o processo de secagem em spray dryer com maltodextrina, dos extratos obtidos dos subprodutos da uva Bordô, produziu pós com diversas características interessantes, como baixa higroscopicidade, alta solubilidade e estabilidade, além de grande potencial biológico. Tais resultados evidenciam que este subproduto da indústria vinícola pode ser aproveitado como fonte natural de ingredientes funcionais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.03.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Volnei Brito de; FÁVARO-TRINDADE, Carmen Silvia. Aproveitamento dos subprodutos de vinificação da uva Bordô (Vitis labrusca) para obtenção de pigmentos com propriedades funcionais. 2013.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74132/tde-19042013-084817/ >.
    • APA

      Souza, V. B. de, & Fávaro-Trindade, C. S. (2013). Aproveitamento dos subprodutos de vinificação da uva Bordô (Vitis labrusca) para obtenção de pigmentos com propriedades funcionais. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74132/tde-19042013-084817/
    • NLM

      Souza VB de, Fávaro-Trindade CS. Aproveitamento dos subprodutos de vinificação da uva Bordô (Vitis labrusca) para obtenção de pigmentos com propriedades funcionais [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74132/tde-19042013-084817/
    • Vancouver

      Souza VB de, Fávaro-Trindade CS. Aproveitamento dos subprodutos de vinificação da uva Bordô (Vitis labrusca) para obtenção de pigmentos com propriedades funcionais [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74132/tde-19042013-084817/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021