Exportar registro bibliográfico

Avaliação da densidade mineral óssea em indivíduos vivendo com HIV/AIDS (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, DANIELA CARDEAL DA - IMT
  • Unidade: IMT
  • Subjects: HIV; DENSIDADE ÓSSEA; SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; RETROVIRIDAE
  • Language: Português
  • Abstract: Os pacientes tinham adquirido o HIV principalmente pela via sexual (homens que fazem sexo com home 46% e 50% eram 3 heterossexuais). A mediana de células linfócitos TCD4+ foi de 399céls/mm (intertervalo interquartílico [li] 275 - 566,5). Vinte e cinco pacientes foram classificados como tendo baixa DMO (23, 15%). Não houve associação estatisticamente significante sentre sexo, IMC, nadir e baixa DMO. Os fatores de risco associados à baixa DMO foram células linfócitos TCD4+ < 350 céls/mm 3• idade acima de 502 anos e tabagismo (p=0,003; p= 0,001; p= 0,002) respectivamente. Quando avaliamos HAART VS baixa DMO encontramos 14,28% de baixa DMO entre os que susavam HAART e 26,25% entre os que não usavam e essa diferença não foi estatisticamente significante. Uma limitação de nosso estudo foi o tamanho de nossa amostra, coortes maiores talvez encontrem resultados diferentes. Contudo, nossos achados fortemente sugerem que a identificação de fatores de risco para baixa DMO e que são modificáveis são um importante componente no manejo desses pacientes para prevenção da baixa DMO e do rsico de fratura atribuído a essa lateração. Portanto nossos resutados sugerem que esforços no sentido de encorajamento de cessação do tabagiso devem ser realiazados e considerados um importante componente de qualquer programa de saúde dos indivíduos com HIV/AIDS. Identificar fatores de risco modificáveis pode contribuir para formulação de melhores políticas de saúde.Redução da densidade mineral óssea tem sido descrita como uma complicação clínica entre as pessoas vivendo com HIV/AIDS. Entretanto não há dados descrevendo essa alteração entre os pacientes brasileiros. Nosso objetivo foi investigar a prevalência de baixa densidade meinei:al óssea entre pessoas vivendo com HIV/AIDS na cidade de São Paulo. Nós estudamdos 108 pacientes infectados pelo HIV (78 hoens e 30 mulheres). Foram utilizados neste estudo dados secundários. Os dados foram originalemnte coletados com o objetivo de acompanhamento de rotina dos pacientes na clínica e para este estudo estes dados foram coletados dos prontuários médicos. Todos os pacientes foram submetidos ao exame de densitometria óssea. que é uma técnica radiológica que mensura a densidade mineral óssea. Os pacientes foram classificados como tendo baixa densidade mineral óssea de acordo com a classificação da organização mundial da saúde que define osteopenia quando o T-score a partir de -1, 1 e osteoporose quando T-score abixo de -2,5 quando se tratava de homens e mulheres com idade acima de 50 anos. Quando homens e mulheres tinham idade até 50 anos, utilizamos a classificação da ISCO, neste grupo baixa densidade mineral óssea foi definida quando os pacientes apresentavam um Z-score abaixo de -2. Entretanto para este estudo, ambas as classificações foram definidas como baixa densidade mineral óssea. A mediana de idade, tempo de infecção pelo HIV a partir da data do diagn'sotico, tempo sob terapia antiretroviarl, número de células linfócitos TCD4+ no momento da avaliação e Nadir foram similares entre homens e mulheres. A mediana de idade foi de 43 anos (intervalo interquartílico [li] 43-48 anos) e mediana de tempo de infecção pelo HIV foi de 3,66 anos (intervalo interquartílico [li] 1,72 - 10,91 anos).
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.01.2013

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Daniela Cardeal da; CASSEB, Jorge Simão do Rosário. Avaliação da densidade mineral óssea em indivíduos vivendo com HIV/AIDS. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.
    • APA

      Silva, D. C. da, & Casseb, J. S. do R. (2013). Avaliação da densidade mineral óssea em indivíduos vivendo com HIV/AIDS. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Silva DC da, Casseb JS do R. Avaliação da densidade mineral óssea em indivíduos vivendo com HIV/AIDS. 2013 ;
    • Vancouver

      Silva DC da, Casseb JS do R. Avaliação da densidade mineral óssea em indivíduos vivendo com HIV/AIDS. 2013 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021