Exportar registro bibliográfico

Efeito de inibidores da via NO/GMPc no choque anafilactóide induzido por composto 48/80 em ratos (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: FAGUNDES, AGNES AFRODITE SUMARELLI ALBUQUERQUE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCA
  • Subjects: ANAFILAXIA; ÓXIDO NÍTRICO; HISTAMINA
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Anafilaxia tem sido definida como uma síndrome aguda, sendo a mais grave manifestação clínica de doenças alérgicas. Muitas substancias podem mediar o choque anafilático. Entre estas substâncias, a histamina, o principal produto de secreção de basófilos e mastócitos, induz a liberação de óxido nítrico (NO) e as consequentes manifestações cardiovasculares observadas no choque anafilático. O composto 48/80 (C48/80) pode ser utilizado para induzir o choque anafilático, uma vez que promove a liberação de histamina. Objetivos: avaliar o efeito dos inibidores da via NO/GMP, o NG-nitro-L-arginina metil éster (L-NAME, um inibidor da NO sintase), o azul de metileno (AM, um inibidor inespecifico da guanilato ciclase) e o indigo Carmim (IC, receptor o-adrenérgicos), no choque induzido por C48/80 em ratos. Metodologia: Os animais foram divididos aleatoriamente em 11 grupos (n=6 em cada grupo): Controle, C48/80, AM, AM+C48/80, C48/80+AM, L-NAME, L-NAME+C48/80, C48/80+L-NAME, IC, IC+C48/80 e C48/80+1C. Os animais foram mentidos em ventilação espontanea e após a anestesia completa foram canuladas a artéria e veia femoral para aferição da pressão arterial sistólico (PAS) e administração das drogas, respectivamente. O L-NAME (1 mglkg), AM (3mg/kg) e IC (3mglkg) foram administrados 5 minutos antes ou depois da administração do C48/80 (4.5mg/kg). A PAS e a sobrevida foram analisadas durante um período de 60 minutos. A PAS foi analisada a cada 10 minutos até 60 minutos ou a morte do animal, o que ocorrer antes. Resultados: A administração de AM e IC resultou em PAS semelhante à do grupo controle, enquanto que com o L-NAME a PAS foi maior. No entanto, somente a PAS do grupo AM teve valor semelhante ao controle enquanto que as outras substancias finalizaram com a pressão maior. Como profilaxia somente o AM e L-NAME melhoraram a PAS. Entre os grupos tratados, somente o L-NAMEaumentou PAS e o AM, L-NAME e IC tiveram uma PAS semelhante ao grupo C48/80. Conclusão: Neste modelo animal de choque anafilactóide houve aumento na produção de NO, mas o bloqueio da via NO/GMPc com o AM e L-NAME não restaurou a redução da pressão arterial cansada pelo C48/80. Contudo, aumentaram a sobrevida quando aplicados como profilaxia ao choque. Já c IC não inibiu a diminuição da pressão arterial e não preveniu a morte dos animais devido ao choque anafilactóide
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.12.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FAGUNDES, Agnes Afrodite Sumarelli Albuquerque; CELOTTO, Andrea Carla; EVORA, Paulo Roberto Barbosa. Efeito de inibidores da via NO/GMPc no choque anafilactóide induzido por composto 48/80 em ratos. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Fagundes, A. A. S. A., Celotto, A. C., & Evora, P. R. B. (2012). Efeito de inibidores da via NO/GMPc no choque anafilactóide induzido por composto 48/80 em ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Fagundes AASA, Celotto AC, Evora PRB. Efeito de inibidores da via NO/GMPc no choque anafilactóide induzido por composto 48/80 em ratos. 2012 ;
    • Vancouver

      Fagundes AASA, Celotto AC, Evora PRB. Efeito de inibidores da via NO/GMPc no choque anafilactóide induzido por composto 48/80 em ratos. 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021