Exportar registro bibliográfico

Estimativa dos estoques de carbono na parte aérea de reflorestamentos de espécies nativas e remanescentes florestais (2013)

  • Authors:
  • Autor USP: STUCCHI, GUILHERME BERWERTH - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Subjects: MATAS CILIARES (RESTAURAÇÃO); CARBONO; PLANTAS NATIVAS; REFLORESTAMENTO
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho teve como objetivo avaliar reflorestamentos de espécies nativas da Mata Atlântica quanto à estimativa dos estoques de carbono na parte aérea lenhosa dos plantios sob diferentes idades e diversidade de espécies, comparando com remanescentes ciliares próximos às áreas de restauração, visando gerar respostas quanto ao seqüestro de carbono na parte aérea lenhosa dos plantios de espécies nativas em áreas ciliares. As áreas de restauração e matas nativas ciliares amostradas encontram-se na bacia do rio Tietê, em região de Floresta Estacional Semidecidual, às margens do reservatório da Usina Hidrelétrica de Três Irmãos, distribuídas nos municípios de Andradina, Araçatuba, Pereira Barreto, Sud Menucci, Santo Antônio do Aracanguá e Birigui - SP. Os plantios de restauração variam quanto à idade, diversidade de espécies e estabelecimento da cobertura florestal. A área total dos reflorestamentos é de 2.860 hectares. Para o cálculo do acúmulo de carbono na parte aérea lenhosa foram amostradas 75 parcelas (24 m X 18 m) em áreas de plantios e 9 parcelas nos remanescentes ciliares, onde foram medidos todos os indivíduos arbóreos com diâmetro à altura do peito - DAP > 3 cm. Foi calculada a área basal, densidade de árvores por hectare, diversidade e freqüência de espécies florestais, carbono médio por hectare e incremento médio anual de carbono, além de realizada análise qualitativa das parcelas. Para a estimativa de carbono foi admitido erro desejado de 10% e 90% deprobabilidade da média. Os reflorestamentos apresentam alta variabilidade de sobrevivência e estoque de C devido a aspectos de qualidade de sítio e qualidade plantio e manutenção. No entanto, em média os reflorestamentos tem mostrado um incremento médio anual nas diferentes classes de idade variando de 0,72 a 1,76 Mg C ha-1ano-1, e com valor estimado de cerca de 1,07 Mg C ha-1 ano- 1 na idade de 20 anos. As matas nativas vizinhas amostradas mostram também ampla variação de estoque devido a perturbações, com estoque médio de 35,45 Mg C ha-1. Considerando-se a manutenção das taxas de crescimento dos reflorestamentos com 20 anos, levaria em torno de mais 15 anos para atingirem o estoque médio das matas ciliares do entorno. Os plantios mais jovens mostram maior sobrevivência e maiores taxas de crescimento que plantios mais antigos, fato este que deve estar ligado às melhores práticas silviculturais de preparo de solo, controle da matocompetição e fertilização. Um total de 84 espécies florestais arbóreas foram identificadas, sendo que 19 delas respondem por 85% dos indivíduos amostrados e 82% dos estoques de carbono, sendo predominantemente pioneiras. Os plantios podem ser classificados como plantios jovens, com predomínio de espécies pioneiras e em estágio inicial de sucessão
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.01.2013
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      STUCCHI, Guilherme Berwerth; SILVA, Edson José Vidal da. Estimativa dos estoques de carbono na parte aérea de reflorestamentos de espécies nativas e remanescentes florestais. 2013.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-26032013-151933/ >.
    • APA

      Stucchi, G. B., & Silva, E. J. V. da. (2013). Estimativa dos estoques de carbono na parte aérea de reflorestamentos de espécies nativas e remanescentes florestais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-26032013-151933/
    • NLM

      Stucchi GB, Silva EJV da. Estimativa dos estoques de carbono na parte aérea de reflorestamentos de espécies nativas e remanescentes florestais [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-26032013-151933/
    • Vancouver

      Stucchi GB, Silva EJV da. Estimativa dos estoques de carbono na parte aérea de reflorestamentos de espécies nativas e remanescentes florestais [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-26032013-151933/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021