Exportar registro bibliográfico

Os azo corantes deveriam ser considerados como contaminantes emergentes de água? Estudo da mutagenicidade, genotoxicidade, citotoxicidade, ecotoxicidade, rotas de biotransformação e avaliação da eficácia de tratamentos de sistemas aquosos contaminados por azo corantes (2012)

  • Autor:
  • Autor USP: OLIVEIRA, DANIELLE PALMA DE - FCFRP
  • Unidade: FCFRP
  • Sigla do Departamento: 604
  • Subjects: AZO; CORANTES; CITOTOXINAS; BIOTRANSFORMAÇÃO; TOXICOLOGIA AMBIENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: Atualmente, os azo corantes têm sido considerados como um assunto preocupaste para a saúde pública e ambiental, pois quando lançados juntamente com os efluentes industriais contaminam o ambiente, podendo levar a efeitos tóxicos aos humanos e aos ecossistemas. Esses efeitos podem ser devido à exposição aos corantes ou devido à formação de produtos de biotransformação. Infelizmente, o método convencional de tratamento de efluentes têxteis, bem como de águas brutas que os recebem não são capazes de remover de maneira eficaz os corantes bem como sua toxicidade. Dentro deste contexto, neste trabalho realizamos uma avaliação global de azo corantes selecionados. Além disso, avaliamos a eficácia do tratamento por fotoeletrocatálise na remoção de corantes azo em comparação com a cloração convencional. Para tanto, testamos os corantes Disperse Red 1 (DR1), Disperse Red 13 (DR13), Disperse Orange 1 (DO1) e Sudam III (SDIII) utilizando o ensaio de mutagenicidade com Salmonella, empregando as linhagens TA98, TA100, TA1535, YG1041 e YG1042, na presença e na ausência de S9, micronúcleo e cometa em células HepG2, formação de adufos com o DNA e guanosina, linfoma de ratos, citotoxicidade em condrócitos bovinos e células HepG2 cultivadas em monocamadas e em 3D e ecotoxicidade em Daphnias similis e Vibno fsheri. Adicionalmente, simulamos reações endógenas de oxidação e redução, utilizando ensaios eletroquímicos, acompanhamos a formação de produtos espectrofotometricamente e determinamos os produtos formados por CLAE/DAD e CG/ES. Por fim, utilizamos os ensaios de mutagenicidade/gentoxicidade, citotoxicidade e ecotoxicidade para avaliar as soluções geradas após os tratamentos por fotoeletrocatálise e cloração química. Nossos resultados mostram que os quatro corantes induzem a danos ao material genético e citotoxicidade por diferentes mecanismos. Adicionalmente, os corantes vermelhos são tóxicostambém para a vida aquática. As isoformas do citocromo P450 são capazes de gerar novos produtos após a biotransformação dos quatro corantes estudados e o DR1, DR13 e DO1 geram produtos de interesse toxicológico, como aminas aromáticas após oxidação e redução. Ainda, observamos que a cloração reduz, mas não remove os efeitos ao material genético dos DR1, DR13 e DO1, enquanto a fotoeletrocatálise remove totalmente esse efeito. Tanto a cloração quanto a fotoeletrocatálise remove o efeito de indução de apoptose induzido pelo DO 1 . A cloração também reduz a toxicidade aquática dos corantes, porém a fotoeletrocatálise fez com que os corantes DR13 e DO1 passassem a apresentar toxicidade no ensaio de Microtox. Podemos concluir que os azo corantes são importantes contaminantes ambientais. Concluímos ainda que a fotoeletrocatálise parece ser um tratamento promissor, porém necessita ser aprimorada. Frente ao exposto, sugerimos a inclusão dos azo corantes entre os contaminantes emergentes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.10.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Danielle Palma de. Os azo corantes deveriam ser considerados como contaminantes emergentes de água? Estudo da mutagenicidade, genotoxicidade, citotoxicidade, ecotoxicidade, rotas de biotransformação e avaliação da eficácia de tratamentos de sistemas aquosos contaminados por azo corantes. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Oliveira, D. P. de. (2012). Os azo corantes deveriam ser considerados como contaminantes emergentes de água? Estudo da mutagenicidade, genotoxicidade, citotoxicidade, ecotoxicidade, rotas de biotransformação e avaliação da eficácia de tratamentos de sistemas aquosos contaminados por azo corantes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Oliveira DP de. Os azo corantes deveriam ser considerados como contaminantes emergentes de água? Estudo da mutagenicidade, genotoxicidade, citotoxicidade, ecotoxicidade, rotas de biotransformação e avaliação da eficácia de tratamentos de sistemas aquosos contaminados por azo corantes. 2012 ;
    • Vancouver

      Oliveira DP de. Os azo corantes deveriam ser considerados como contaminantes emergentes de água? Estudo da mutagenicidade, genotoxicidade, citotoxicidade, ecotoxicidade, rotas de biotransformação e avaliação da eficácia de tratamentos de sistemas aquosos contaminados por azo corantes. 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021