Exportar registro bibliográfico

Reinternação psiquiátrica no campo da atenção psicossocial: a perspectiva dos pacientes reinternantes (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MACHADO, VANESSA CRISTINA - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSIQUIATRIA; PACIENTES INTERNADOS; REABILITAÇÃO PSICOSSOCIAL
  • Keywords: Atenção Psicossocial; deinstitutionalization; desinstitucionalização; psychiatric readmission; Psychosocial Care; psychosocial rehabilitation; reinternação psiquiátrica
  • Language: Português
  • Abstract: As concepções sobre a loucura, bem como as formas de tratá-la, vêm sofrendo consideráveis transformações de acordo com a cultura e as épocas. A partir da década de 1990, foi oficializada a Reforma Psiquiátrica no Brasil, dando início à política de desinstitucionalização e reinserção social. Todavia, ainda são verificados alguns desafios, entre estes, as reinternações no setor de internação breve em um hospital psiquiátrico, o que traz sérias consequências, como a propensão a uma nova modalidade de institucionalização. Este estudo teve como objetivos: analisar o fenômeno da reinternação psiquiátrica no contexto da Atenção Psicossocial, a partir da visão dos pacientes reinternantes em um hospital psiquiátrico público; compreender o processo de reinternação psiquiátrica ao qual o paciente está sujeito; investigar o cenário assistencial e sociofamiliar e suas interferências no fenômeno da reinternação psiquiátrica; explorar, junto aos pacientes, a existência de perspectivas que vislumbrem saídas às repetidas internações psiquiátricas. Inicialmente, com vistas a sintetizar e analisar a produção científica nacional e internacional acerca do fenômeno da reinternação psiquiátrica, no contexto da desinstitucionalização, foi realizada uma revisão integrativa da literatura publicada em fontes de pesquisa de impacto que detectou deficiência de estudos que investigassem variáveis psicossociais envolvidas na problemática, bem como ausência da perspectiva do paciente sobre o assunto. O presente estudo fundamentou-se na Atenção Psicossocial, enquanto corpo teórico-prático e ético, e orientou-se pela reabilitação psicossocial como categoria analítica. A Atenção Psicossocial emerge no atual contexto de transição paradigmática, a partir da crise do paradigma da racionalidade científica, e baseia-se no pensamento da complexidade.Para a coleta dos dados, foi aplicado um roteiro de entrevista semiestruturada a 22 pacientes reinternantes no hospital investigado, bem como coletadas informações sociodemográficas constantes dos seus prontuários. Os dados colhidos foram submetidos à análise de conteúdo, por meio da qual foram construídas as seguintes categorias temáticas: Funções e disfunções do tratamento hospitalar: os sentidos da internação psiquiátrica; Tratamento ambulatorial: repetir ou inovar?; A medicação e seus impasses: benefícios e limites percebidos; Família laços e embaraços: uma convivência possível?; A dimensão social extramuros: construindo lugares possíveis; O momento da alta: o que está por vir daqui para frente. A partir da análise dos dados, constatou-se uma combinação de carências: ausência de apoio familiar desejável, inexistência de trabalho ou de ocupação agradável, dificuldade na apropriação do espaço de moradia, falta de redes de apoio ou de laços sociais, insuficiência dos serviços extra-hospitalares e a ineficiência da assistência que resultam na não adesão ao tratamento, incluindo o medicamentoso. Este cenário favorece o isolamento social e contribui para que, nos momentos de crise, não havendo possibilidade de acolhida do sofrimento no serviço, o hospital seja o recurso mais utilizado pelo paciente. Assim, a coexistência de modelos antagônicos, hospitalar e comunitário, produz um novo fenômeno, que, no entanto, reproduz o velho: a reinternação psiquiátrica que leva à reedição da institucionalização. Nessa direção, a reinternação psiquiátrica, como fenômeno atual, desvela o processo ainda inconcluso e não consolidado da Reforma Psiquiátrica, bem como confirma que a efetiva desinstitucionalização só ocorre com a devida substituição do modelo hospitalar pelo modelo de Atenção Psicossocial
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.12.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO, Vanessa Cristina; SANTOS, Manoel Antônio dos. Reinternação psiquiátrica no campo da atenção psicossocial: a perspectiva dos pacientes reinternantes. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-14012013-154856/ >.
    • APA

      Machado, V. C., & Santos, M. A. dos. (2012). Reinternação psiquiátrica no campo da atenção psicossocial: a perspectiva dos pacientes reinternantes. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-14012013-154856/
    • NLM

      Machado VC, Santos MA dos. Reinternação psiquiátrica no campo da atenção psicossocial: a perspectiva dos pacientes reinternantes [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-14012013-154856/
    • Vancouver

      Machado VC, Santos MA dos. Reinternação psiquiátrica no campo da atenção psicossocial: a perspectiva dos pacientes reinternantes [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/59/59137/tde-14012013-154856/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020