Exportar registro bibliográfico

Estudo da influência das soluções desmineralizadoras na atividade proteolítica da dentina humana sadia (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: MORAES, ANDRé GUARACI DE VITO DE - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODB
  • Subjects: DESMINERALIZAÇÃO DENTINÁRIA; DENTINA (HISTOLOGIA); COLÁGENO (HISTOLOGIA); METALOPROTEINASES; ÁCIDO FOSFÓRICO
  • Language: Português
  • Abstract: (Continuação) A maior concentração de HYP, em IJg/mL, foi encontrada nos extratos desmineralizados com AF 10%. Em seguida, aparecem os valores encontrados com o uso do AF1 %. Os menores valores da concentração de HYP aparecem no grupo em que foi utilizado o AF 37% (a<0,05). A concentração de HYP em função do peso de dentina utilizado (40mg) também foi calculada. A maior concentração de HYP por mg de dentina foi obtida com AF 10%, seguida pelos extratos desmineralizados com AF1%. Os menores valores foram detectados com AF 37% (a<0,05). O uso do AF10% demonstrou ser responsável pela maior taxa de degradação de colágeno exposto (20,13%). Em seguida, aparecem valores intermediários (11,34%) obtidos com AF1%. Por último, surgem os menores valores (0,68%) com AF37%. A análise das imagens obtidas após a realização da zimografia in situ demonstrou maior atividade enzimática quando a dentina foi desmineralizada com AF10%. Conclusão: O uso do AF37% para o condicionamento da dentina durante a realização do procedimento adesivo pode minimizar os efeitos degradantes das proteases endógenas sobre o colágeno. Em contrapartida, estudos realizados com pó de dentina desmineralizado com AF1% ou 10% podem estar sobreestimando a atividade das MMPs, em relação à prática clínicaA degradação da interface adesiva em dentina pode acometer tanto a porção resinosa como a porção orgânica da camada híbrida. Evidências indicam que a degradação da porção orgânica pode ocorrer em parte devido a atividade enzimática de proteases da própria dentina. As metaloproteinases da matriz (MMPs) constituem a primeira classe de enzimas relacionada com a degradação da matriz orgânica. É possível que as MMPs, possam ser reativadas durante o procedimento adesivo em conseqüência da queda do pH do meio. Objetivo: Esta investigação teve como objetivos avaliar a influência de soluções desmineralizadoras com diferentes concentrações de ácido fosfórico (AF1%, AF10% e AF37%) na atividade proteolítica da dentina humana sadia, na degradação do colágeno exposto pela desmineralização, além de identificar imunologicamente as metaloproteinases. Material e Métodos: Vinte dentes molares permanentes foram triturados para obtenção de um pó de dentina. Alíquotas de 1g do pó foram acondicionadas em tubos plásticos para que a desmineralização do substrato pudesse ser realizada de acordo com as três diferentes concentrações de ácido fosfórico testadas. Após a neutralização do ácido com NaOH, as amostras foram centrifugadas. O sobrenadante foi utilizado para mensuração espectrofotométrica do conteúdo de Cálcio (Ca) liberado pela desmineralização. O precipitado obtido foi incubado com tampão de extração de proteínas por 24h a 4°C sob agitação. Nova centrifugação foi realizada e o sobrenadante (Continua)(Continuação) utilizado para avaliação da atividade da MMP-2 e MMP-9 por zimografia e para a identificação imunológica das metaloproteinases por western blot. O precipitado obtido pela centrifugação foi liofilizado e separado em alíquotas de 40mg (n=10) de pó de dentina para cada condição experimental. As alíquotas foram incubadas em saliva artificial por 24h a 37°C sob agitação e hidrolisadas em autoclave. Após incubação a 65°C por 40 min, as amostras foram avaliadas por espectrofotometria para que a mensuração da concentração do aminoácido hidroxiprolina (HYP) liberado pela degradação do colágeno exposto pudesse ser obtida. Fatias de 0.3 mm da dentina coronária de outro dente foram obtidas e desmineralizadas, de acordo com as diferentes concentrações de ácido fosfórico para avaliação da atividade enzimática através do método da zimografia in situ. Os resultados foram submetidos à análise de variância de um fator sem vinculação ou teste de Kruskal-Wallis para identificação das diferenças existentes entre os grupos experimentais. Para contraste das médias foi realizado o teste de Student-Newman-Keuls com nível de significância de 5% (=0,05). Resultados: A atividade enzimática de MMP-2 foi estatisticamente maior quando a dentina foi desmineralizada com AF 1% ou 10%. O uso do ácido fosfórico 37% diminuiu consideravelmente a atividade desta enzima, em relação ao AF10% ((a<0,05). Em nenhuma das amostras desmineralizadas com AF foi detectada a atividade enzimática da MMP-9. A identidade da MMP-2 foi confirmada pelo immunoblotting da enzima com anticorpo específico. A MMP-9 não foi expressa nos extratos analisados. A expressão de MMP-2 foi maior quando utilizado AF 1 % ou 10% e menor quando foi utilizado o AF 37%. A utilização do AF 37% liberou valores de Ca, em IJg/mL, estatisticamente superiores aos valores determinados para os demais grupos (a<0,05). (Continua)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.10.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DEVITO-MORAES, André Guaraci; CARRILHO, Marcela Rocha de Oliveira; FRANCCI, Carlos Eduardo. Estudo da influência das soluções desmineralizadoras na atividade proteolítica da dentina humana sadia. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-16012013-111453/ >.
    • APA

      DeVito-Moraes, A. G., Carrilho, M. R. de O., & Francci, C. E. (2012). Estudo da influência das soluções desmineralizadoras na atividade proteolítica da dentina humana sadia. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-16012013-111453/
    • NLM

      DeVito-Moraes AG, Carrilho MR de O, Francci CE. Estudo da influência das soluções desmineralizadoras na atividade proteolítica da dentina humana sadia [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-16012013-111453/
    • Vancouver

      DeVito-Moraes AG, Carrilho MR de O, Francci CE. Estudo da influência das soluções desmineralizadoras na atividade proteolítica da dentina humana sadia [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-16012013-111453/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021