Exportar registro bibliográfico

Obtenção de microcápsulas de poliestireno contendo inibidores de corrosão e aditivação em uma resina epóxi (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: COTTING, FERNANDO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: INIBIDORES DE CORROSÃO; RESINAS EPOXI
  • Language: Português
  • Abstract: A corrosão é responsável por sérios danos em estruturas metálicas, resultando no desgaste do material podendo levar até à sua ruptura. Dentre as maneiras usadas para a proteção desses materiais se destacam o uso de revestimentos poliméricos e o uso de inibidores de corrosão. A principal função dos revestimentos poliméricos é de criar uma barreira física entre o metal e os agentes agressores, já os inibidores têm o papel de minimizar ou até mesmo interromper o processo corrosivo que ocorre na superfície metálica. No mercado há muitos inibidores de corrosão disponíveis, porém, a grande maioria é de natureza tóxica. Devido à necessidade de substituir estes inibidores tóxicos do mercado, é fundamental que haja o desenvolvimento de novos inibidores de corrosão menos nocivos. É muito comum que os sistemas de pintura através de revestimentos poliméricos apresentem defeitos, facilitando o contato de espécies agressivas com o substrato. Isto tem levado à busca por sistemas de pintura que possam ser mais eficientes, assegurando a proteção do substrato. A técnica de encapsulamento de substâncias como inibidores de corrosão ou agentes reparadores de filme em cápsulas poliméricas, são uma atraente alternativa em sistemas de autorreparação, pois além de conferir uma proteção prolongada ao substrato, é ambientalmente amigável principalmente quando comparada aos sistemas a base de cromo. Após serem encapsuladas, estas microcápsulas são aditivadas em um sistema de pintura. Quando o sistema é danificado por agentes químicos, físicos ou até mesmo pela degradação devido a radiação ultravioleta, as cápsulas são rompidas liberando o agente protetor.Neste trabalho foi avaliado o desempenho de uma mistura de silanol com íons de Ce(III) como inibidores de corrosão sobre o aço carbono 1020 em NaCl 0,1 mol.L-1, ao se obter a melhor condição da mistura destes inibidores os mesmos foram encapsulados através do método de emulsão múltipla e evaporação do solvente em microcápsulas de poliestireno. As cápsulas obtidas foram adicionadas numa resina base epóxi para que seu efeito autorreparador fosse avaliado através de ensaios eletroquímicos e ensaios acelerados de corrosão em câmara de névoa salina. Através do presente estudo observou-se uma eficiência em torno de 98% na melhor condição de preparação dos inibidores de corrosão. O efeito autorreparador do sistema foi observando através da técnica de EIE (espectroscopia de impedância eletroquímica) e através dos ensaios acelerados em câmara de névoa salina, onde os corpos de prova pintados com a resina contendo as microcápsulas apresentaram uma maior proteção contra a corrosão em relação aos corpos de prova pintados e sem microcápsulas, após a execução de um defeito mecânico.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.11.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COTTING, Fernando; AOKI, Idalina Vieira. Obtenção de microcápsulas de poliestireno contendo inibidores de corrosão e aditivação em uma resina epóxi. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.
    • APA

      Cotting, F., & Aoki, I. V. (2012). Obtenção de microcápsulas de poliestireno contendo inibidores de corrosão e aditivação em uma resina epóxi. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Cotting F, Aoki IV. Obtenção de microcápsulas de poliestireno contendo inibidores de corrosão e aditivação em uma resina epóxi. 2012 ;
    • Vancouver

      Cotting F, Aoki IV. Obtenção de microcápsulas de poliestireno contendo inibidores de corrosão e aditivação em uma resina epóxi. 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021