Exportar registro bibliográfico

A formação Serra do Apertado (EOCAMBRIANO, RS) e seu contexto tectônico na evolução do rift Guaritas (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: GODINHO, LUCAS PADOAN DE SÁ - IGC
  • Unidade: IGC
  • Sigla do Departamento: GSA
  • Subjects: SISTEMAS DEPOSICIONAIS; SEDIMENTOLOGIA; ESTRATIGRAFIA; PALEOAMBIENTES; FORMAÇÕES GEOLÓGICAS
  • Keywords: Análise de fácies; Architectural elements; Elementos arquitetônicos; Facies analysis; Proveniência sedimentar; Sedimentary provenance
  • Language: Português
  • Abstract: O Supergrupo Camaquã constitui uma bacia sedimentar do tipo rifte, localizada na região centro-sul do estado do Rio Grande do Sul, Brasil, cuja deposição ocorreu entre o Ediacarano e o Eocambriano. Em sua unidade sedimentar mais recente, o Grupo Guaritas, que reúne depósitos fluviais, eólicos e de leques aluviais, foi descoberta recentemente uma nova Formação, denominada Serra do Apertado, que até então não possuía estudos detalhados de fácies e arquitetura deposicional. O início dos estudos a respeito do Grupo Guaritas remonta ao início do século XX, após a descoberta de ocorrências de cobre na região, no entanto são escassas na literatura as informações sobre proveniência sedimentar dessa unidade. O presente estudo se empenhou em aplicar os métodosda análise de fácies e análise de elementos arquitetônicos nos depósitos da Formação Serra do Apertado e Pedra Pintada superior, a fim de interpretar o paleoambiente deposicional dessas unidades e estabelecer critérios descritivos de distinção para a primeira. Também foi aplicado o método da análise de proveniência macroscópica em depósitos conglomeráticos do Grupo Guaritas, a fim de estudarsuas variações composicionais ao longo do tempo e do espaço. Verificou-se que na Formação Serra do Apertado ocorre apenas um tipo de elemento arquitetônico, denominado EL- enchentes em lençóis, que possui geometria tabular, espessura que varia entre2 a 3 m, continuidade lateral de dezenas de metros e associações de fácies que indicamciclos de aumento e diminuição de vazão, cujo ambiente de deposição foi interpretado como fluvial efêmero. A Formação Pedra Pintada superior apresenta os elementos DB- dunas barcanóides, e IF- interdunas fluviais, que ocorrem intercalados, ambos apresentando espessura de dezenas de metros e continuidade lateral de centenas de metros, sendo interpretados como ambiente de campos de dunas eólicas com interdunas. A análise de proveniência mostrou que no Grupo Guaritas existem depósitos com áreas fonte distais, situadas a norte da bacia,que estão associados a um sistema fluvial longitudinal ao eixo maior da bacia, e depósitos com áreas fonte mais proximais, situadas principalmente a leste, que estão associados a sistemas fluviais transversais e de leques aluviais. A comparação dos dados de composição dos seixos entre as unidades do Grupo Guaritas mostrou que, da base para o topo da sucessão, o sistema fluvial transversal da borda leste da bacia passa de áreas fonte mais distais para mais proximais, caracterizando uma diminuição da área decaptação dos rios sentido a jusante, o que foi interpretado como uma reativaçãoda falha de borda ao tempo da deposição das Formações Varzinha e Pedra Pintada. Ao longo da estratigrafia da Formação Serra do Apertado o conjunto de seixos quartzosos varia de forma inversamente proporcional ao conjunto de seixos nãoquartzosos. Como não foi verificado um controle da distância da área fonte nesse tipo de variação, e como o principal fator que acomanda é a composição dos seixos, foi interpretado que isso se deve a variações climáticas, onde climas mais áridos correspondem ao predomínio de seixos não quartzosos nos depósitos, e climas mais úmidos ao predomínio de seixos quartzosos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.04.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GODINHO, Lucas Padoan de Sá; ALMEIDA, Renato Paes de. A formação Serra do Apertado (EOCAMBRIANO, RS) e seu contexto tectônico na evolução do rift Guaritas. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-08032013-094914/ >.
    • APA

      Godinho, L. P. de S., & Almeida, R. P. de. (2012). A formação Serra do Apertado (EOCAMBRIANO, RS) e seu contexto tectônico na evolução do rift Guaritas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-08032013-094914/
    • NLM

      Godinho LP de S, Almeida RP de. A formação Serra do Apertado (EOCAMBRIANO, RS) e seu contexto tectônico na evolução do rift Guaritas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-08032013-094914/
    • Vancouver

      Godinho LP de S, Almeida RP de. A formação Serra do Apertado (EOCAMBRIANO, RS) e seu contexto tectônico na evolução do rift Guaritas [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44141/tde-08032013-094914/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021