Exportar registro bibliográfico

A laserterapia de baixa potência aplicada no trajeto do nervo e nas raízes medulares correspondentes não influencia a regeneração do nervo fibular de ratos (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SOUSA, FAUSTO FERNANDES DE ALMEIDA - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: NERVOS PERIFÉRICOS (LESÕES); REGENERAÇÃO (FENÔMENOS BIOLÓGICOS); CIRURGIA A LASER; RATOS
  • Language: Português
  • Abstract: Diferentes estudos foram conduzidos em busca de melhora e ou aceleração da recuperação de nervos periféricos lesados. Entre os métodos de tratamento estudados está o laser de baixa intensidade, cuja utilização foi ampliada na última década, sendo este comumente irradiado no local da lesão. Alguns autores propuseram que a recuperação nervosa periférica poderia ser aumentada se o segmento correspondente da medula espinhal também for irradiado. Este estudo tem como objetivo verificar a influência do laser de baixa intensidade de AsGaAl (830nm), irradiado em diferentes locais, após lesão por esmagamento do nervo fibular comum de ratos, por meio da análise morfométrica e da avaliação funcional da marcha. Metodologia: Foram utilizados 45 ratos, divididos em 5 grupos: 1 ) Integro: não submetido à lesão, e não tratado; 2) Controle: lesado e não tratado; 3) Nervo: lesado, e irradiado no trajeto do nervo; 4) Medula: lesado, e irradiado na região que corresponde à raiz do nervo ciática; 5) Ambos: lesado, e irradiado na medula e no trajeto do nervo. A lesão foi provocada por uma pinça esmagadora de 5mm, com 5Kgf, por 10 minutos, e o tratamento realizado por 14 dias consecutivos, com irradiação transcutanea de 10,34J/‘cm POT. 2’, 30 mW, aplicados durante 40 segundos em cada ponto, por 4 pontos distintos. Para a avaliação funcional foi utilizada uma esteira com velocidade controlada, acoplada a uma webcam que captou as imagens no 7°e 14° dias após a lesão. No 15° dia de pós-operatório a região proximal do nervo fibular comum foram coletadas e submetidas à análise morfométrica. Resultados: Pelo Índice Funcional do Peroneiro, não foram observados resultados Dignificantes. Na análise morfométrica, em relação à quantidade de fibras mielínicas e diâmetro mínimo das fibras mielínicas, não foi observado nenhum resultado Dignificante. Em relação à quantidade de núcleos de célulasde Schwann, e de vasos sanguíneos, algumas diferenças significativas foram observadas entre os grupos. A distribuição da porcentagem do diâmetro mínimo das fibras, dos axônios e da razãoG, não apresentaram resultados Dignificantes. Os histogramas mostraram grande quantidade de fibras pequenas e desaparecimento mais acentuado das fibras grandes. Conclusão: A irradiação do laser AsGaAl (830nm) de baixa intensidade, não foi eficaz, apresentando pouca ou nenhuma influência sobre a regeneração nervosa e recuperação funcional, nos três grupos irradiados. Todavia, o laser apresentou efeitos contributivos para uma futura regeneração nervosa com aumento da circulação e de células de Schwann
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.11.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUSA, Fausto Fernandes de Almeida; BARBIERI, Claudio Henrique. A laserterapia de baixa potência aplicada no trajeto do nervo e nas raízes medulares correspondentes não influencia a regeneração do nervo fibular de ratos. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Sousa, F. F. de A., & Barbieri, C. H. (2012). A laserterapia de baixa potência aplicada no trajeto do nervo e nas raízes medulares correspondentes não influencia a regeneração do nervo fibular de ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sousa FF de A, Barbieri CH. A laserterapia de baixa potência aplicada no trajeto do nervo e nas raízes medulares correspondentes não influencia a regeneração do nervo fibular de ratos. 2012 ;
    • Vancouver

      Sousa FF de A, Barbieri CH. A laserterapia de baixa potência aplicada no trajeto do nervo e nas raízes medulares correspondentes não influencia a regeneração do nervo fibular de ratos. 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020