Exportar registro bibliográfico

Avaliação in vitro da resistência de união à tração de três tipos de pinos de fibra cimentados a raízes bovinas com diferentes cimentos resinosos (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: SICILIANO, MAYRA ZAMBONI QUITERO - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODD
  • Subjects: PINOS DENTÁRIOS; TENSÃO DOS MATERIAIS (ODONTOLOGIA); CIMENTO RESINOSO; RESISTÊNCIA A TRAÇÃO
  • Keywords: Pino de fibra; Pino translúcido; Tensão de tração
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo teve como objetivo avaliar, através de testes de tração, a resistência de união de pinos pré-fabricados, com diferentes graus de translucidez, à dentina bovina, utilizando três tipos de cimentos resinosos. Noventa incisivos bovinos tiveram suas coroas anatômicas separadas das raízes através de uma secção perpendicular ao longo eixo dos dentes na junção amelocementária, de modo que as raízes apresentassem 14 mm de comprimento. Os condutos radiculares foram tratados endodonticamente e os espécimes, mantidos em água destilada a 37°C por 7 dias. Após esse período, foi realizada a desobturação de 7 mm de profundidade de cada conduto para a cimentação dos três tipos de pino: Exacto (Angelus), translúcido; Reforpost fibra de vidro (Angelus), branco; e Reforpost fibra de carbono (Angelus), negro e opaco. Três tipos de cimentos resinosos foram utilizados de acordo com as recomendações dos fabricantes: o cimento dual auto-adesivo Rely X U100 (3M ESPE); o cimento dual Rely X ARC (3M ESPE), associado ao sistema adesivo autopolimerizável Scotchbond Multi-Uso Plus (3M ESPE); e o cimento de ação exclusivamente química Cement Post (Angelus), associado ao sistema adesivo Fusion Duralink (Angelus), constituindo 9 grupos experimentais (n=10). Após a armazenagem dos corpos de prova em água destilada a 37º C por 7 dias, foi realizado o teste de tração no aparelho de ensaio mecânico da marca Kratos Equipamentos, a uma velocidade de 0,5mm/min até a ruptura dos mesmos. Para determinar a (Continua)(Continuação) tensão de tração, foi calculada a área de adesão de cada espécime. Os dados foram analisados estatisticamente através da Análise de Variância e do teste de Kruskal-Wallis, com grau de significância de 5%. Os espécimes foram examinados através de um microscópio óptico Olympus (Tokyo, Japão), com 20x de aumento, para avaliação do modo de fratura. Em relação às variáveis estudadas, verificou-se que: o pino Exacto, com maior translucidez e maior conicidade, apresentou valores de resistência à tração significativamente inferiores do que os pinos Reforpost Fibra de Vidro e Reforpost Fibra de Carbono, quando utilizado o cimento Rely X ARC; o cimento dual auto-adesivo Rely X U100 apresentou menores valores de resistência à tração do que cimento dual Rely X ARC quando utilizados os pinos Reforpost Fibra de Vidro e Reforpost Fibra de Carbono; e o cimento de polimerização química Cement Post apresentou menores valores de resistência à tração em relação aos cimentos duais, independente do tipo de pino testado. Quanto à análise microscópica, observou-se que os cimentos resinosos aderiram mais aos pinos do que à dentina radicular. Portanto, a translucidez dos pinos não contribuiu para aumentar a resistência à tração dos cimentos resinosos duais em nenhum dos grupos testados
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.09.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      QUITERO, Mayra Fidelis Zamboni; LUZ, Maria Aparecida Alves de Cerqueira. Avaliação in vitro da resistência de união à tração de três tipos de pinos de fibra cimentados a raízes bovinas com diferentes cimentos resinosos. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-15012013-164556/ >.
    • APA

      Quitero, M. F. Z., & Luz, M. A. A. de C. (2012). Avaliação in vitro da resistência de união à tração de três tipos de pinos de fibra cimentados a raízes bovinas com diferentes cimentos resinosos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-15012013-164556/
    • NLM

      Quitero MFZ, Luz MAA de C. Avaliação in vitro da resistência de união à tração de três tipos de pinos de fibra cimentados a raízes bovinas com diferentes cimentos resinosos [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-15012013-164556/
    • Vancouver

      Quitero MFZ, Luz MAA de C. Avaliação in vitro da resistência de união à tração de três tipos de pinos de fibra cimentados a raízes bovinas com diferentes cimentos resinosos [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23134/tde-15012013-164556/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021