Exportar registro bibliográfico

Revisão taxonômica do gênero Diplodonta Bronn, 1831 (Bivalvia: Ungulinidae) na costa brasileira (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: ROMERA, BARBARA LOUISE VALENTAS - IB
  • Unidades: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: ANATOMIA; ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO); BIVALVIA
  • Keywords: Anatomy; Diplodonta; Diplodonta; Taxonomia; Taxonomy; Ungulinidae; Ungulinidae
  • Language: Português
  • Abstract: A família Ungulinidae é caracterizada por agrupar espécies de valvas brancas, frágeis e de formato arredondado. O gênero Diplodonta é considerado o mais representativo da família e é diagnosticado por possuir dois dentes cardinais na charneira, sendo um deles de aparência bífida. As seguintes espécies foram caracterizadas para a costa brasileira: Diplodonta portesiana (d'Orbigny, 1846), Diplodonta guaraniana (d'Orbigny, 1846), Diplodonta patagônica (d'Orbigny,1842) e Diplodonta notata Dall, 1901. D. portesiana possui concha arredondada; margem dorsal côncava; ninfa mais larga que longa, com ligamento curto; anatomicamente apresenta as maiores proporções de palpos labiais; fenda podal pequena, com fusão dos lobos do manto em 35% de seu comprimento; estômago recoberto por três áreas de seleção; e intestino longo, formando três voltas. D. guaraniana apresenta concha sub triangular, com margem dorsal quase plana; ligamento longo; possui padrão de microesculturação vertical; anatomicamente possui a menor proporção entre altura e largura do músculo adutor anterior; estômago internamente dividido por um septo e conectado a cinco ductos dos divertículos digestivos, sendo três deles laterais; intestino curto, formando apenas uma volta. D. patagônica tem forma elíptica, a maior proporção entre o ligamento e o comprimento das valvas; margem dorsal quase plana; anatomicamente apresenta a menor discrepância entre os volumes dos músculos adutores; estômago internamente separado por umsepto e recoberto por apenas uma área de seleção; com o intestino formando duas voltas e ânus abrindo-se na superfície ventro anterior do músculo adutor posterior. D. notata possui valvas de forma oval; achatadas lateralmente; ninfa curta e larga, com ligamento curto; margem dorsal côncava; anatomicamente possui estômago grande, com a conexão lateral de seis ductos dos divertículos digestivos; apresenta o intestino mais longo entre as espécies, formando uma única volta. Também foram encontradas e analisadas as espécies Phlyctiderma semiaspera (Philippi, 1836); Timothynus rehderi (Altena, 1968); Cyrenoida floridana Dall, 1896 e Cyrenoida sp. nov. P. semiaspera, apesar de sua semelhança externa a D. guaraniana possui concha bastante inflada; ornamentada por pústulas; anatomicamente apresenta músculos adutores de tamanho e forma semelhantes e três pares de músculos no canal inalante. T. rehderi assemelha-se muito a D. patagônica, porém apresenta concha recoberta por perióstraco fino e de aspecto iridescente; com umbo alto e largo; presença de três dentes na charneira da valva direita; anatomicamente possui os músculos adutores de tamanho e forma semelhantes; palpos labiais pequenos; demibrânquias internas fundidas em sua porção posterior, e ânus abrindo-se na porção mediana da câmara suprabrânquial. O gênero Cyrenoida teve sua primeira ocorrência relatada para a costa brasileira; é caracterizado pelas valvas arredondadas, apontadas posteriormente por uma leve carina; recobertapor um fino perióstraco marrom; presença de dentes cardinais e laterais de forma laminares, fundidos entre si; anatomicamente, apresentam diferenciação nos músculos adutores; presença de sifão inalante e exalante; estômago alongado, com conexão de apenas dois ductos dos divertículos digestivos. As espécies de Diplodonta, assim como as demais abordadas neste estudo podem bem ser identificadas através da combinação de caracteres conquiliológicos e anatômicos. Comparações morfológicas são realizadas com inferências taxonômicas e filogenéticas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROMERA, Bárbara Louise Valentas; SIMONE, Luiz Ricardo Lopes de. Revisão taxonômica do gênero Diplodonta Bronn, 1831 (Bivalvia: Ungulinidae) na costa brasileira. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-10012013-162921/ >.
    • APA

      Romera, B. L. V., & Simone, L. R. L. de. (2012). Revisão taxonômica do gênero Diplodonta Bronn, 1831 (Bivalvia: Ungulinidae) na costa brasileira. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-10012013-162921/
    • NLM

      Romera BLV, Simone LRL de. Revisão taxonômica do gênero Diplodonta Bronn, 1831 (Bivalvia: Ungulinidae) na costa brasileira [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-10012013-162921/
    • Vancouver

      Romera BLV, Simone LRL de. Revisão taxonômica do gênero Diplodonta Bronn, 1831 (Bivalvia: Ungulinidae) na costa brasileira [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-10012013-162921/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020