Exportar registro bibliográfico

Análise metabolômica de animais portadores de melanoma murino B16F10 por espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN) (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: FEDELE, THIAGO ANTONIO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPT
  • Subjects: ESPECTROSCOPIA DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA NUCLEAR; PROLIFERAÇÃO CELULAR; APOPTOSE; MELANOMA; MURIDAE
  • Keywords: Apoptosis; Cell proliferation; Espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN); Metabolômica; Metabolomics; Murine; Murinos; Nuclear magnetic resonance spectroscopy (NMR); Proliferação de células
  • Language: Português
  • Abstract: O metaboloma é definido como a coleção qualitativa e quantitativa de todos os metabólitos de baixa massa molecular presentes nas células, os quais participam de reações bioquímicas necessárias para a manutenção, crescimento e fisiologia celular. A avaliação metabolômica permite o delineamento do processo bioquímico de sistemas a fim de ampliar o entendimento de como as patologias se manifestam. A Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear (RMN) é usada para investigar uma variedade de processos biológicos em diversos sistemas. A magnética aplicada a células e biópsias de tecido intacto de melanoma murino B16F10 contribuiu para a caracterização bioquímica de biomarcadores das diferentes fases de progressão tumoral do melanoma murino B16F10. Os resultados obtidos neste estudo permitiram a identificação de 33 metabólitos possíveis, envolvidos na carga lipídica e no metabolismo secundário da via glicolítica, que favorecem o crescimento e a progressão tumoral. A presença da taurina, prolina, serina, fenilalanina, que aumentaram quantitativamente, são possíveis marcadores da invasão, progressão e metastatização. A análise quantitativa desses metabólitos mostrou diferença significativa em 11 compostos, dos quais 9 estão diretamente envolvidos na expressão das respostas proliferativas, de morte celular e angiogênese, nos diferentes períodos de crescimento do melanoma B16F10, avaliados neste estudo. Desta forma, os achados obtidos neste estudo, quando associados no futuro a outros fatores, poderão ser úteis no diagnóstico e auxiliar na escolha terapêutica alvo com maior especificidade e menores efeitos colaterais. RMN pode ter um importante impacto na monitorização de metabólitos em células e tecidos tumorais, possibilitando a detecção mais precoce de tumores malignos, em suma, através da combinação de métodos de ressonância magnética.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.11.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FEDELE, Thiago Antonio; MARIA, Durvanei Augusto. Análise metabolômica de animais portadores de melanoma murino B16F10 por espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN). 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-22012013-165318/ >.
    • APA

      Fedele, T. A., & Maria, D. A. (2012). Análise metabolômica de animais portadores de melanoma murino B16F10 por espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-22012013-165318/
    • NLM

      Fedele TA, Maria DA. Análise metabolômica de animais portadores de melanoma murino B16F10 por espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN) [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-22012013-165318/
    • Vancouver

      Fedele TA, Maria DA. Análise metabolômica de animais portadores de melanoma murino B16F10 por espectroscopia de ressonância magnética nuclear (RMN) [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-22012013-165318/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021