Exportar registro bibliográfico

Atlas semântico-lexical do estado de Goiás (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: AUGUSTO, VERA LúCIA DIAS DOS SANTOS - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLL
  • Subjects: GEOGRAFIA LINGUÍSTICA; DIALETOLOGIA; ATLAS LINGUÍSTICO
  • Keywords: Português falado do Brasil; Spoken portuguese in Brasil
  • Language: Português
  • Abstract: A presente tese tem como objetivo descrever a norma semântico-lexical presente em nove municípios Aruanã, Caldas Novas, Cidade de Goiás, Goiandira, Ipameri, Mineiros, Morrinhos, Pirenópolis e Trindade, com vistas ao Atlas Semântico-Lexical do Estado de Goiás. Com esse intuito, foi desenvolvida uma pesquisa de campo, característica de todos os trabalhos de natureza geolinguística, para a recolha do corpus oral. O extenso território goiano vem crescendo economicamente desde a época das bandeiras e expedições jesuíticas. O ritmo da concentração rural e urbana cada vez mais crescente e acelerado vem acarretando expressivas mudanças no cenário cultural e linguístico do estado. Por isso, faz-se necessário resgatar e registrar o quanto antes, a variação semântico-lexical dessas localidades, iniciandose, assim, a elaboração de um Atlas Linguístico no Estado de Goiás, como forma de se registrar a memória linguística das comunidades goianas. Com base no referencial teóricometodológico da Geolinguística contemporânea, aplicou-se o Questionário Semântico- Lexical do Projeto Atlas Linguístico do Brasil, versão 2001, a trinta e seis sujeitosentrevistados subdivididos em duas faixas etárias 18 a 30 e 50 a 65 anos de idade, em dois gêneros masculino e feminino. Um banco de dados semântico-lexical foi elaborado com as respostas obtidas nas entrevistas. Posteriormente, os dados foram descritos e documentados em 202 cartogramas linguísticos, com a finalidade de se apresentar os resultadosda variedade semântico-lexical do falar dos pontos pesquisados. Dada a natureza do trabalho, adotou-se, também, o referencial teórico de Lexicologia presente em Barbosa e a noção de norma proposta por Coseriu. Para o tratameno quantitativo dos dados, sobretudo com relação às noções de frequência, recorreu-se a Muller. Chegou-se a resultados significativos como, 14 itens lexicais com 100% de frequência relativa; e 100 itens lexicais com frequência igual ou superior a 50% e distribuição regular. Esses resultados apontam não apenas a norma semântico-lexical dos pontos pesquisados, como também constituem um retrato parcial do falar goiano
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.10.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AUGUSTO, Vera Lúcia Dias dos Santos; SANTOS, Irenilde Pereira dos. Atlas semântico-lexical do estado de Goiás. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-09012013-114759/ >.
    • APA

      Augusto, V. L. D. dos S., & Santos, I. P. dos. (2012). Atlas semântico-lexical do estado de Goiás. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-09012013-114759/
    • NLM

      Augusto VLD dos S, Santos IP dos. Atlas semântico-lexical do estado de Goiás [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-09012013-114759/
    • Vancouver

      Augusto VLD dos S, Santos IP dos. Atlas semântico-lexical do estado de Goiás [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8139/tde-09012013-114759/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021