Exportar registro bibliográfico

Caracterização da deglutição em portadores de distrofia miotônica de Steinert (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: ERCOLIN, BEATRIZ - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MFT
  • Subjects: DEGLUTIÇÃO; TRANSTORNOS DE DEGLUTIÇÃO; ELETROMIOGRAFIA; DISTROFIA MUSCULAR
  • Keywords: Deglutition; Deglutition disorders; Disfagia; Distrofia miotônica; Dysphagia; Eletromiografia de superfície; Myotonic dystrophy; Surface electromyography
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A disfagia orofaríngea e os distúrbios de motilidade esofágica são considerados as mais importantes causas de pneumonia aspirativa em pacientes com distrofia miotônica. O objetivo deste estudo foi avaliar as características clínicas da motricidade orofacial e a deglutição de indivíduos com distrofia miotônica (DM1), utilizando um protocolo clínico padronizado e eletromiografia de superfície (EMGs). MÉTODO: Os participantes foram divididos em dois grupos: G1-composto por 20 adultos com DM1; G2-composto por 20 voluntários saudáveis, os participantes foram pareados por idade e gênero com G1 para a análise estatística. Foi realizada a avaliação das estruturas e funções orofaciais, utilizando um protocolo clínico padronizado, e mensurada a atividade mioelétrica da deglutição por meio da EMGs, com eletrodos localizados em quatro grupos musculares: (1) orbicular da boca, (2) masseter, (3) musculatura suprahioidea e (4) extrínseca da laringe. A atividade mioelétrica foi medida durante o repouso muscular e durante a deglutição de saliva e de 16,5ml e 20ml de água. Os traçados da EMGs foram avaliados durante o inicio (onset), pico e o término (offset), dos evento da deglutição. A análise estatística incluiu a ANOVA de duplo fator para intragrupos e intergrupos e o teste de Bonferroni para correções de comparações múltiplas. RESULTADOS: Pacientes com DM1 apresentaram déficits em posição, postura e mobilidade dos órgãos miofuncionais orofaciais, e nas funções de mastigação e deglutição. Além disso, os resultados da EMGs para diferentes tarefas de deglutição indicaram maior atividade muscular do orbicular da boca e maior duração da ativação muscular para os músculos: orbicular da boca, masseter e extrínseco de laringe. Não foi observado aumento significativo na amplitude da EMGs, nos pacientes com DM1, quando comparado aos resultados obtidos no teste de deglutição normal com o teste deestresse. CONCLUSÕES: A maior duração da deglutição na EMGs no grupo DM1, possivelmente está relacionada a miotonia e/ou incoordenação dos músculos envolvidos no processo da deglutição ou pode estar relacionado a uma adaptação fisiológica para uma deglutição segura. A identificação precoce dos distúrbios da deglutição permite reabilitação precoce oral, o que poderia diminuir o risco de pneumonia por aspiração nesta população.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.11.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ERCOLIN, Beatriz; SASSI, Fernanda Chiarion. Caracterização da deglutição em portadores de distrofia miotônica de Steinert. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-22012013-165844/ >.
    • APA

      Ercolin, B., & Sassi, F. C. (2012). Caracterização da deglutição em portadores de distrofia miotônica de Steinert. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-22012013-165844/
    • NLM

      Ercolin B, Sassi FC. Caracterização da deglutição em portadores de distrofia miotônica de Steinert [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-22012013-165844/
    • Vancouver

      Ercolin B, Sassi FC. Caracterização da deglutição em portadores de distrofia miotônica de Steinert [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-22012013-165844/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021