Exportar registro bibliográfico

O fator de inibição de migração de macrófagos (MIF) e a sobrevivência das células deciduais. Estudo in vitro (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: PARIS, ADRIANA FRAGA COSTA SAMOS - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMC
  • Subjects: MACRÓFAGOS; CITOCINAS; GRAVIDEZ; SISTEMA IMUNE; CAMUNDONGOS
  • Language: Português
  • Abstract: Estudos prévios em nosso laboratório mostraram na interface materno-fetal de camundongos, aos 10 dias de gestação, a expressão máxima do fator de inibição de migração de macrófagos (MIF) pelas células trofoblásticas e de seus receptores (CD44/CD74) pelas células deciduais, tornando estas células potenciais alvos da ação desta citocina. Dentre funções atribuídas a esta citocina, destacam-se ações pró-inflamatórias sobre a resposta imunológica e sobre processos de proliferação e sobrevivência celular. Neste contexto, este estudo tem como objetivo analisar uma possível participação de MIF na ativação de processos de sobrevivência celular mediados pela proteína quinase Akt, nas células deciduais de camundongo, in vitro. Utilizou-se cultivo primário de células deciduais que receberam MIF recombinante de camundongo (mrMIF) associado ou não a inibidores da via PI3K/AKT (LY294002 e Wortmannin). As culturas foram analisadas por meio de reações imuno-histoquímicas, Western blot e ensaios de morte celular. Assim como in vivo, o complexo receptor de MIF, CD74/CD44 foi imunolocalizado nas células deciduais cultivadas. A adição de MIF exógeno reduziu os níveis de apoptose. MIF também interferiu no processo de sobrevivência das células deciduais in vitro diminuindo as taxas de morte por apoptose quando desafiadas com peróxido de hidrogênio. Além disto, as células tratadas com mrMIF apresentaram maior expressão de pAKT e pMDM2. Dados da literatura mostram que a via AKT é responsável por ativar mecanismos de sobrevivência celular e sua ativação por MIF nas células deciduais pode indicar um papel para esta citocina na homeostase decidual, garantindo a integridade da barreira materno-fetal e, desta forma, a manutenção desta interface imprescindível para o sucesso da gestação.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.10.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PARIS, Adriana Fraga Costa Samos; BEVILACQUA, Estela Maris Andrade Forell. O fator de inibição de migração de macrófagos (MIF) e a sobrevivência das células deciduais. Estudo in vitro. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42134/tde-30012013-085338/pt-br.php >.
    • APA

      Paris, A. F. C. S., & Bevilacqua, E. M. A. F. (2012). O fator de inibição de migração de macrófagos (MIF) e a sobrevivência das células deciduais. Estudo in vitro. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42134/tde-30012013-085338/pt-br.php
    • NLM

      Paris AFCS, Bevilacqua EMAF. O fator de inibição de migração de macrófagos (MIF) e a sobrevivência das células deciduais. Estudo in vitro [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42134/tde-30012013-085338/pt-br.php
    • Vancouver

      Paris AFCS, Bevilacqua EMAF. O fator de inibição de migração de macrófagos (MIF) e a sobrevivência das células deciduais. Estudo in vitro [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42134/tde-30012013-085338/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020