Exportar registro bibliográfico

O efeito do exercício físico na capacidade funcional, marcha, equilíbrio e qualidade de vida de pacientes com doenças de Alzheimer (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, FABRICIA MABELLE - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RMS
  • Subjects: DOENÇA DE ALZHEIMER; CAPACIDADE FUNCIONAL; EXERCÍCIO FÍSICO; QUALIDADE DE VIDA
  • Language: Português
  • Abstract: O fenômeno do envelhecimento populacional tem sido observado em todo o mundo e traz consigo o aumento da prevalência das demências destacando-se como mais frequente a Doença de Alzheimer (DA). O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa de exercícios físicos na capacidade funcional e qualidade de vida de pacientes com Doença de Alzheimer residentes em instituições asilares privadas do município de Ribeirão Preto. A amostra foi constituída de 34 sujeitos com DA diagnosticada de acordo com os critérios CID-10 e no DSM-IV, sendo que 17 pacientes fizeram parte do Grupo Experimental, que participaram de programa de exercícios físicos com duração de 10 semanas. Cada sessão tinha duração de uma hora, sendo dividido em quatro fases: aquecimento, exercício aeróbico (dança), exercícios resistidos, alongamento/relaxamento. O grupo controle foi formado por 17 pacientes que participaram de rodas de canto com a mesma frequência e duração das sessões de exercícios. Antes de iniciar as intervenções e após a conclusão das mesmas, foram aplicados nos dois grupos o índice de Barthel e a bateria de testes da AAHPERD para avaliar capacidade funcional e a escala de qualidade de vida para pacientes com doença de Alzheimer proposta por Logsdon Os dados foram avaliados por meio do modelo linear de efeitos mistos (efeitos aleatórios e fixos). Em relação à Qualidade de Vida do paciente na visão do cuidador observamos evidência de melhora somente no grupo experimental (p<0,05), no que diz respeito é Qualidade de Vida na Visão do paciente sobre ele mesmo e a Qualidade de Vida Total, não observamos evidência de melhoras em nenhum dos grupos. O grupo experimental apresentou evidência de melhoras em todos os domínios da capacidade funcional: Coordenação ((p<0,001),Resistência e Força (p<0,001), Agilidade (p<0,001), Flexibilidade (p<0,001) e Resistência Aeróbica Geral (p<0 001),o mesmo não pôde ser observado no grupo controle. Conclui-se portanto, que a pratica de exercícios físicos aos idosos com Doença de Alzheimer, deve ser incentivado pois auxiliará na manutenção e melhora da capacidade funcional dessa população
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.09.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Fabrícia Mabelle; SANTOS, Jair Lício Ferreira. O efeito do exercício físico na capacidade funcional, marcha, equilíbrio e qualidade de vida de pacientes com doenças de Alzheimer. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Silva, F. M., & Santos, J. L. F. (2012). O efeito do exercício físico na capacidade funcional, marcha, equilíbrio e qualidade de vida de pacientes com doenças de Alzheimer. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Silva FM, Santos JLF. O efeito do exercício físico na capacidade funcional, marcha, equilíbrio e qualidade de vida de pacientes com doenças de Alzheimer. 2012 ;
    • Vancouver

      Silva FM, Santos JLF. O efeito do exercício físico na capacidade funcional, marcha, equilíbrio e qualidade de vida de pacientes com doenças de Alzheimer. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020