Exportar registro bibliográfico

Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: LASKOVSKI, LARISSA - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSE
  • Subjects: FISIOTERAPIA; NEUROLOGIA; PSICOLOGIA; CONSTRUTIVISMO (PSICOLOGIA); EXPECTATIVAS
  • Keywords: Adesão ao tratamento; Construtivismo semiótico-cultural; Semiotic-cultural constructivism; Treatment adherence
  • Language: Português
  • Abstract: problema; as atividades de fisioterapia são parte das ações em direção ao desejo que se quer alcançar e o fisioterapeuta é um dos outros com quem o indivíduo está em constante interação. Nos procedimentos metodológicos foram realizadas entrevistas com quatro pacientes, previamente selecionados, que faziam fisioterapia em uma clínica de reabilitação multidisciplinar. As entrevistas foram gravadas, em dois momentos distintos, durante a realização dos exercícios de uma das sessões de fisioterapia. Os dados obtidos foram analisados pelo método microgenético, o qual busca investigar o processo de construção de conhecimento do indivíduo em face de situações novas que ele experimenta e que o desestabilizam e pode capturar novidades que emergem no processo. Nas sessões, em interação com o fisioterapeuta, cada participante apresentou construções simbólicas particulares sobre suas ações nas sessões de fisioterapia. A temporalidade foi determinante nos processos simbólicos dos participantes porque favoreceu a organização das transformações, integrando-as em suas memórias da condição anterior e em seus desejos, medos e expectativas quanto ao futuro. Os resultados das análises revelaram diversificadas maneiras de cada paciente atribuir significado para o aspecto do tempo no seu percurso na fisioterapia, trazendo implicações para o programa terapêutico. O profissional pode estimular ou inibir a vontade de participação do paciente no tratamento, a depender de suas ações e metas seremcoordenadas ou não com as ações e metas do outro. Como consequência, há incentivo para vontade do paciente em participar da fisioterapia porque constata que as ações do profissional e do tratamento estão voltadas para suas metas. Em síntese, buscou-se com este trabalho, em sua interdisciplinaridade, ampliar possibilidades teórico-metodológicas do construtivismo semiótico-cultural em psicologia e da fisioterapiaA presente pesquisa situa-se na interface entre áreas de psicologia e fisioterapia e foi construída a partir de reflexões sobre aspectos que interferiam a ida ou não ida de pacientes às sessões de fisioterapia. Muito do sucesso na reabilitação de indivíduos com desordens neurológicas requer, além da participação dos familiares e equipe multidisciplinar, a vontade de melhorar do próprio paciente. Portanto, para o continuado replanejamento do tratamento na busca de efetiva melhora da qualidade de vida dos indivíduos é necessário para o fisioterapeuta conhecer sobre as inquietações, desejos e expectativas desses pacientes. Nesse sentido, os objetivos deste trabalham foram: 1) Investigar as razões que levam o paciente a frequentar a fisioterapia; 2) Compreender o que o fisioterapeuta representa para o paciente em tratamento, bem como o processo de empatia, que se constrói na relação fisioterapeuta-paciente; 3) Investigar as tensões geradas pela ruptura de expectativas do paciente e do fisioterapeuta, 4) Analisar a temporalidade dos processos de relação do paciente consigo e com os outros (o fisioterapeuta aí incluído); 5) Identificar os valores positivos e negativos atribuídos pelos pacientes às experiências consigo mesmo e com os outros (o fisioterapeuta aí incluído). A pesquisa seguiu os pressupostos do Construtivismo Semiótico-Cultural em Psicologia, e, nesse sentido, a fisioterapia foi tomada como um espaço para ação simbólica de indivíduos que têm o desejo de superar um
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.09.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LASKOVSKI, Larissa; SIMAO, Livia Mathias. Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-08112012-145400/ >.
    • APA

      Laskovski, L., & Simao, L. M. (2012). Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-08112012-145400/
    • NLM

      Laskovski L, Simao LM. Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-08112012-145400/
    • Vancouver

      Laskovski L, Simao LM. Por que ir a fisioterapia? um estudo microgenético de expectativas de pacientes e adesão ao tratamento [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47132/tde-08112012-145400/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020