Exportar registro bibliográfico

Italo Calvino e Osman Lins: da literatura combinatória ao hiper-romance (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: FRITOLI, LUIZ ERNANI - FFLCH
  • Unidades: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLT
  • Subjects: TEORIA LITERÁRIA; ROMANCE
  • Keywords: Combinatory literature; Hiper-romance; Hypernovel; Literatura combinatória
  • Language: Português
  • Abstract: Segundo o pensamento de Mario Praz, Umberto Eco, Anatol Rosenfeld e muitos outros, as estruturas da obra de arte refletem as estruturas epistemológicas de uma época, acompanhando a evolução das formas de organização sócio-históricas e revelando uma superestrutura de pensamento subjacente a tais formas de organização. No caso de Calvino e de Lins, embora haja inúmeras e enormes diferenças conceituais e estilísticas, é muito clara a passagem de uma visão de mundo (e consequentemente uma resultante forma estética) em que o presente (anos 40-50), embora complexo, é representável como continuidade histórica, a uma nova forma mentis em que a História do presente (anos 60-70), relativizada e desrealizada pelas mudanças técnicas, científicas, culturais, sócio-epistemológicas, é percebida como mosaico de eventos e discursos e, como tal, é representável esteticamente. Percebe-se que as estruturas convencionais (contos e romances), unitárias, íntegras até meados dos anos 60, dão lugar, a partir de 1965 (Calvino) e 1966 (Lins), a uma preferência pelas formas fragmentadas, modulares, recombináveis, hipertextuais, em que os módulos podem ser manipulados pelo leitor para multiplicar as narrativas. Nessa fase da literatura combinatória surgirão obras-primas como Le città invisibili ou Pentágono de Hahn. Essa forma modular combinatória dos anos sessenta evoluirá, nos anos setenta, para uma forma mais complexa: o hiper-romance, cuja estrutura será ainda fortemente amparada na matemática e nageometria. Mas o hiper-romance, além dos elementos combinatórios articuladores da arquitetura romanesca, traz em seu cerne outros elementos fundamentais: a metanarrativa, a busca de um sentido para a representação (do amor e da morte, dos conflitos) e como representação dessa busca; a configuração narrativa do conhecimento como multiplicidade de temas e discursos; a forma da representação como multiplicidade de narrativas realizadas, realizáveis e potenciais; a busca da unidade dos fragmentos na compreensão de uma única Unidade possível: a do mosaico como resposta possível ao labirinto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.08.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FRITOLI, Luiz Ernani; ANDRADE, Fabio Rigatto de Souza. Italo Calvino e Osman Lins: da literatura combinatória ao hiper-romance. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8151/tde-26102012-115215/ >.
    • APA

      Fritoli, L. E., & Andrade, F. R. de S. (2012). Italo Calvino e Osman Lins: da literatura combinatória ao hiper-romance. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8151/tde-26102012-115215/
    • NLM

      Fritoli LE, Andrade FR de S. Italo Calvino e Osman Lins: da literatura combinatória ao hiper-romance [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8151/tde-26102012-115215/
    • Vancouver

      Fritoli LE, Andrade FR de S. Italo Calvino e Osman Lins: da literatura combinatória ao hiper-romance [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8151/tde-26102012-115215/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020