Exportar registro bibliográfico

Potencial mastigatório em crianças com mordida aberta anterior dentoalveolar, esquelética e controle (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated author: FARIA, TATIANA DOS SANTOS CICCONE DE - FORP
  • School: FORP
  • Sigla do Departamento: 807
  • Subjects: MORDIDA ABERTA; CEFALOMETRIA; ELETROMIOGRAFIA; ULTRASSONOGRAFIA
  • Keywords: Funções motoras orais; Cephalometry; Electromyography; Open bite; Oral motor; Ultrasound
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa teve como objetivo investigar o potencial mastigatório em crianças com mordida aberta anterior dentoalveolar e com mordida aberta anterior esquelética, comparativamente à crianças com oclusão normal e analisar a associação da espessura e largura desses músculos com a idade, a atividade EMG e o padrão de crescimento facial. Participaram 56 crianças de ambos os sexos, de 6 a 12 anos de idade, distribuídas em três grupos: 23 com mordida aberta anterior dentoalveolar (grupo OB), 20 com mordida aberta anterior esquelética (grupo Hyper-OB) e 13 portadoras de oclusão normal (Grupo Controle), selecionadas nas Clínicas de Odontopediatria e de Ortodontia da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto-USP. Todas as crianças realizaram a avaliação clínica odontológica, o exame cefalométrico, o exame miofuncional orofacial e as análises eletromiográfica (EMG) e ultrassonográfica dos músculos masseteres e temporais. Durante a EMG, todas as crianças realizaram apertamento dos dentes em Contração Voluntária Máxima, mastigação de alimentos naturais (amendoim, biscoito recheado, barra de cereais, chocolate e damasco) e artificial (chiclete). O modelo de análise adotado para a comparação dos grupos mordida aberta anterior esquelética, mordida aberta anterior dentoalveolar e controle foi Análise de Covariância (4-Way Ancova), tendo a idade como covariável. Não houve diferença entre os grupos OB e Hyper-OB (p>0,05). As medidas ultrassonográficas foram menores para ambos os grupos com mordida aberta em comparação com o grupo controle (p<0,01). Houveram diferenças entre os grupos Hyper-OB e C (p<0,05) na eletromiografia, em testes estáticos e dinâmicos. A capacidade mastigatória funcional foi semelhante para as crianças com mordida aberta dentoalveolar e esquelética e ambos os grupos diferiram do grupo controle. Esses resultados demonstrama importância da oclusão para a função muscular
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.08.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FARIA, Tatiana dos Santos Ciccone de; FELICIO, Claudia Maria de. Potencial mastigatório em crianças com mordida aberta anterior dentoalveolar, esquelética e controle. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-18092012-160307/ >.
    • APA

      Faria, T. dos S. C. de, & Felicio, C. M. de. (2012). Potencial mastigatório em crianças com mordida aberta anterior dentoalveolar, esquelética e controle. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-18092012-160307/
    • NLM

      Faria T dos SC de, Felicio CM de. Potencial mastigatório em crianças com mordida aberta anterior dentoalveolar, esquelética e controle [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-18092012-160307/
    • Vancouver

      Faria T dos SC de, Felicio CM de. Potencial mastigatório em crianças com mordida aberta anterior dentoalveolar, esquelética e controle [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58135/tde-18092012-160307/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022