Exportar registro bibliográfico

Ação anti-inflamatória e antioxidante do ácido rosmarínico na isquemia-reperfusão hepática normotérmica em ratos (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: PASTA, ANGELO AUGUSTO CHIACHIA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RPA
  • Subjects: ISQUEMIA; HEPATOPATIAS; ESTRESSE OXIDATIVO; FITOTERAPIA
  • Language: Português
  • Abstract: São descritas na atualidade inúmeras drogas com propriedades terapêuticas e profiláticas, o ácido rosmarinico (AR), polifenóico derivado do ácido cafeico; possui potencial para o estudo na lesão hepática por Isquemia-Reperfusão (I/R), um evento patológico de intensidade inflamatória aguda muito presente em diversas situações da prática médica. Os eventos decorrentes da I/R hepática geram infiltrado inflamatório celular rico em neutrófilos e consequentemente elevada produção de radicais livres e interleucinas pró-inflamatórias, além de espécies reativas de oxigénio (EROs) e espécies reativas de nitrogénio (ERNs), sendo inclusive capazes de causar a falência do orgão. A presença do estresse oxidativo leva a depleção das reservas naturais de antioxidantes como a glutationa (GSH), dentre outros; assim como desencadear a lipoperoxidação de membranas celulares, dentre outras sinalizações moleculares deletérias. O objetivo deste estudo foi verificar o papel do AR na lesão hepática por I/R normotérmica em ratos e o papel das EROs e ERNs nestes eventos inflamatórios. Para tanto, foram utilizados ratos machos Wistar submetidos a I/R normotérmica dos lobos hepáticos lateral esquerdo e mediano por meio do clampeamento seletivo da tríade portal durante um período de 60 minutos. Ao final do período isquêmico, o clipe metálico foi removido e a parede abdominal saturada. Os animais foram divididos em 3 grupos: Grupo experimentais AR (3 grupos de 6 animais) foi administrado o AR à doses de 25mg/kg ou 50 mg/kg ou 100 mg/kg de peso corporal, via intraperitoneal (i.p.), 30 minutos antes da isquemia, 30 minutos antes da reperfusão e 2 horas após a reperfusão; enquanto que o Grupo Controle (8) recebeu volume correspondente do veículo, solução glicofisiológica etanol 5%, via i.p., nos mesmos intervalos de tempo. E o grupo SHAM (5) sofreu cirurgia simulada sem I/R recebendo apenas o veículo nos mesmosperíodos. Os ratos foram sacrificados seis horas após a reperfusão, sendo colhidas amostras de plasma e do fígado para posteriores análises. Dentre os grupos de animais tratados com AR aquele que recebeu 50mg/Kg apresentou diminuição significativa da intensidade da lesão hepática em comparação aos outros grupos, tanto nos aspecto bioquímico, histológicos, oxidativos e moleculares; por meio da redução dos níveis séricos das aminotransferases, da MPO e de lipoperoxidação de membrana. De maneira que houve manutenção dos níveis de GSH reduzida e TRAP; redução dos níveis de NO, além da diminuição da expressão de citocinas próinflamatórias como IL-1b e TNF-alfa; assim como o decréscimo da concentração da iNOS e eNOS. Observou se também a preservação histológica do hepatócito, assim como diminuição da marcação por nitrotirosina e redução da migração neutrofilica. Em vista destes achados, o tratamento com AR demonstrou importante atividade antiinflamatória e antioxidante, preservando de maneira eficiente a matriz sinusoidal hepática
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 03.08.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PASTA, Angelo Augusto Chiachia; RAMALHO, Fernando Silva. Ação anti-inflamatória e antioxidante do ácido rosmarínico na isquemia-reperfusão hepática normotérmica em ratos. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Pasta, A. A. C., & Ramalho, F. S. (2012). Ação anti-inflamatória e antioxidante do ácido rosmarínico na isquemia-reperfusão hepática normotérmica em ratos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Pasta AAC, Ramalho FS. Ação anti-inflamatória e antioxidante do ácido rosmarínico na isquemia-reperfusão hepática normotérmica em ratos. 2012 ;
    • Vancouver

      Pasta AAC, Ramalho FS. Ação anti-inflamatória e antioxidante do ácido rosmarínico na isquemia-reperfusão hepática normotérmica em ratos. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021