Exportar registro bibliográfico

Efeito do implante liberador de etonogestrel sobre o sistema hemostático durante o puerpério de mulheres sadias (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: BRITO, MILENA BASTOS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: PUERPÉRIO; DOENÇAS VASCULARES; TROMBOSE; HEMOSTASIA; DISPOSITIVOS ANTICONCEPCIONAIS FEMININOS
  • Language: Português
  • Abstract: O puerpério representa o período de maior risco para trombose durante a vida reprodutiva feminina e, representa, também, um momento muito oportuno para inicio de uma contracepção eficaz. Os contraceptivos de progestagênios isolados, como o implante de etonogestrel, representam uma opção para uso no puerpério. Classicamente, recomenda-se seu uso, a partir da sexta semana após o parto, mas sabe-se que para um grupo de pacientes de risco para curtos intervalos intergestacionais (com baixa adesão ou pouco acesso às orientações contraceptivas neste período), os mesmos podem ser prescritos no puerpério imediato. Porém, estudos são necessários para avaliar a segurança sobre o sistema hemostático materno do implante de etonogestrel (ENG), quando inserido no puerpério imediato. O objetivo do presente estudo foi avaliar os efeitos do implante contraceptivo subdérmico liberador de ENG, inserido no puerpério imediato, sobre o sistema hemostático de mulheres hígidas, comparadas a usuárias do acetato de medroxiprogesterona de depósito (AMPD) seis semanas após o parto, durante as primeiras 12 semanas do puerpério. Foram randomizadas 40 mulheres, entre 18-35 anos, no Ambulatório de Pré-Natal de Baixo Risco do HCFMRP-USP, para dois grupos: 20 para uso do implante liberador de etonogestrel (grupo ENG), inserido 24-48 horas após o parto; e 20 para uso de 150 mg de acetato de medroxiprogesterona de depósito a partir da 6ª semana de puerpério (grupo de controle). Os parâmetros hemostáticos avaliados foram: fibrinogênio, fatores de coagulação (F), proteína C, proteína S livre, antitrombina, razão normalizada de sensibilidade à proteína C (nAPCrs), ‘alfa’2 antiplasmina, inibidor do ativador do plasminogênio (PAI)-1, complexo trombinaantitrombina (TAT), fragmento da protrombina (FP) 1+2, D-dímeros, tempos de coagulação. As pacientes apresentavam características clínicas e laboratoriais basaissemelhantes, com exceção para antitrombina e proteína S. No puerpério imediato, a concentração dos marcadores globais da hemostasia (nAPCrs, TAT, D-dímero e FP1+2) estava acima dos limites de normalidade em ambos os grupos. Nas primeiras seis semanas (comparação entre o implante de ENG e ausência de contracepção hormonal no grupo de controle) observou-se redução nos fatores: II, VII, X e, fibrinogênio e; elevação do FV maior no grupo de controle que no ENG. Os fatores de coagulação permaneceram dentro dos limites de normalidade durante todo o estudo. Entre seis e doze semanas (comparação do implante de ENG e uso do AMPD), observou-se redução do FVII e proteína C no grupo ENG comparada a elevação dos mesmos no grupo de controle. As demais variáveis não diferiram entre os grupos no período do estudo. O mais importante resultado foi que a inserção do implante contraceptivo de ENG não alterou a redução fisiológico dos marcadores globais da coagulação (TAT e FP1+2) e da fibrinólise (D-dímero) ou nAPCrs (marcador mais importante de risco de trombose em contracepção hormonal). Podemos concluir que a inserção do implante liberador de ENG no pós-parto imediato não alterou a redução fisiológico dos marcadores globais da coagulação, sugerindo uma segurança do mesmo sobre o sistema hemostático materno
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.07.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BRITO, Milena Bastos; MACEDO, Carolina Sales Vieira. Efeito do implante liberador de etonogestrel sobre o sistema hemostático durante o puerpério de mulheres sadias. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Brito, M. B., & Macedo, C. S. V. (2012). Efeito do implante liberador de etonogestrel sobre o sistema hemostático durante o puerpério de mulheres sadias. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Brito MB, Macedo CSV. Efeito do implante liberador de etonogestrel sobre o sistema hemostático durante o puerpério de mulheres sadias. 2012 ;
    • Vancouver

      Brito MB, Macedo CSV. Efeito do implante liberador de etonogestrel sobre o sistema hemostático durante o puerpério de mulheres sadias. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021