Exportar registro bibliográfico

Avalanches e redes complexas no modelo Kinouchi-Copelli (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: VALENCIA, CAMILO AKIMUSHKIN - IFSC
  • Unidade: IFSC
  • Sigla do Departamento: FFI
  • Subjects: PSICOFÍSICA; REDES COMPLEXAS; REDES NEURAIS
  • Keywords: Critical Phenomena; Fenômenos críticos; Kinouchi-Copelli model; Modelo de Kinouchi-Copelli; Psychophysics; Avalanches; Complex Networks
  • Language: Português
  • Abstract: A capacidade de um sistema sensorial detectar estímulos eficientemente é tradicionalmente dimensionada pela faixa dinâmica, que é simplesmente uma medida da extensão do intervalo de intensidades de estímulo para as quais a rede é suficientemente sensível. Muitas vezes, sistemas biológicos exibem largas faixas dinâmicas, que abrangem diversas ordens de magnitude. A compreensão desse fenômeno não é trivial, haja vista que todos os neurônios apresentam janelas de sensibilidade muito estreitas. Tentativas de explicação baseadas em argumentos de recrutamento sequencial dos neurônios sensoriais, com efeitos essencialmente aditivos, simplesmente não são realísticas, haja vista que seria preciso que os limiares de ativação das unidades também apresentassem um escalonamento por várias ordens de magnitude, para cobrir a faixa dinâmica empiricamente observada em nível macroscópico. Notavelmente, o modelo Kinouchi-Copelli (KC), que carrega o nome de seus idealizadores, mostrou que aquele comportamento pode ser um efeito coletivo (não aditivo) do conjunto de neurônios sensoriais. O modelo KC é uma rede de unidades excitáveis com dinâmicas estocásticas e acoplados segundo uma topologia de grafo aleatório. Kinouchi e Copelli mostraram que a taxa espontânea de disparo dos neurônios (ou atividade média) sinaliza uma transição de fase fora do equilíbrio do tipo ordem-desordem, e que exatamente no ponto crítico desta transição (em termos de um parâmetro ligado às características estruturais da rede) a sensibilidade a estímulos externos é máxima, ou seja, a faixa dinâmica exibe uma otimização crítica. Neste trabalho, investigamos como o ponto críticodepende da topologia, utilizando os modelos mais comuns das chamadas redes complexas. Além disso, estudamos computacionalmente os padrões de atividade (avalanches neuronais) exibidos pelo modelo, com especial atenção às mudanças qualitativas de comportamento devido às mudanças de topologia. Comentaremos também a relação desses resultados com experimentos recentes de monitoramento de dinâmicas neurais.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.08.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALENCIA, Camilo Akimushkin; MAIA, Leonardo Paulo. Avalanches e redes complexas no modelo Kinouchi-Copelli. 2012.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76131/tde-24102012-113159/pt-br.php >.
    • APA

      Valencia, C. A., & Maia, L. P. (2012). Avalanches e redes complexas no modelo Kinouchi-Copelli. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76131/tde-24102012-113159/pt-br.php
    • NLM

      Valencia CA, Maia LP. Avalanches e redes complexas no modelo Kinouchi-Copelli [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76131/tde-24102012-113159/pt-br.php
    • Vancouver

      Valencia CA, Maia LP. Avalanches e redes complexas no modelo Kinouchi-Copelli [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/76/76131/tde-24102012-113159/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021