Exportar registro bibliográfico

Evolução do hábito fossorial em lagartos da família Gymnophthalmidae: uma abordagem ecofisiológica (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: CLOSEL, MELISSA BARS - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: LAGARTOS; METABOLISMO ENERGÉTICO; HABITAT; TEMPERATURA
  • Language: Português
  • Abstract: O tamanho corpóreo de um organismo pode afetar inúmeros aspectos da sua fisiologia, desempenho e fitness. Variações neste parâmetro podem alterar as taxas de troca de calor entre o organismo e o meio em que este está inserido, com significativas consequências para processos fisiológicos. O tamanho e a forma corpórea podem aumentar ou diminuir o fluxo de calor entre o organismo e o ambiente por meio de mudanças na relação entre a área de superfície e o volume do corpo; organismos menores e alongados tendem a apresentar um aumento nessa razão entre área de superfície e volume (e consequentemente apresentam maiores taxas de troca de calor com o meio). Este fenômeno decorre do aumento proporcional da área de superfície em relação ao volume observado em organismos menores ou organismos alongados. Apesar da estreita relação entre trocas de calor com o meio e processos fisiológicos em vertebrados ectotermos, estimativas dos valores da razão superfície/volume e inferências acerca de seus padrões evolutivos em determinados grupos são raras, especialmente devido à ausência de métodos modernos e eficazes capazes de acossar tais parâmetros em diferentes tipos morfológicos. O presente estudo inova ao desenvolver um método capaz de estimar a razão entre área de superfície e volume corpóreo baseada em principias de Estereologia. Esse método foi aplicado em representantes da família de lagartos Gymnophthalmidae, a qual inclui espécies epígeas e fossoriais com diferentes graus de alongamento do tronco. Nesta abordagem, foram utilizadas 32 espécies de lagartos da família Gymnophthalmidae, e a evolução da relação superfície/volume foi analisada sob um contexto filogenético, com foco particular na variação desse parâmetro em função da origem de linhagens fossoriais. No presente estudo, foram utilizados espécimes provenientes de coleções cientificas. Imagens bidimensionais foram obtidas por meiode um equipamento de tomografia computadorizada (CT Scan), sem envolver qualquer tipo de dano ao material utilizado. Entre cinco e dez espécimes foram utilizados para estimar valores de área de superfície e volume para cada especie, e um total de 32 espécies de lagartos gimnoftalmideos foi incluído. Os resultados obtidos no presente capitulo sugerem que as origens de formas fossoriais alongadas ocorreram em significativa associação a um incremento na razão entre a área de superfície e o volume corpóreo. Incrementos na rela,c30 superfície/volume podem envolver mudanças nas dinâmicas de aquecimento e resfriamento, com consequências na termorregulação e seleção de habitat, dentre outros. Contudo, dados de Temperatura Operacional mensurados nos locais onde as espécies de gimnoftalmideos epígeos e fossoriais são encontrados (superfície e subterrâneo, respectivamente; detalhes no outro capitulo da presente dissertação) sugerem que espécies fossoriais experimentam um microhabitat mais homogêneo em termos de flutuações na temperatura ambiental. Nesse contexto, o ambiente subterrâneo parece tamponar as grandes oscilações na temperatura ambiental, de forma que tal condição pode ter atuado como um mecanismo compensatório ao incremento na relação superfície/volume identificado nas espécies fossoriais
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.07.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CLOSEL, Melissa Bars; KOHLSDORF, Tiana. Evolução do hábito fossorial em lagartos da família Gymnophthalmidae: uma abordagem ecofisiológica. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Closel, M. B., & Kohlsdorf, T. (2012). Evolução do hábito fossorial em lagartos da família Gymnophthalmidae: uma abordagem ecofisiológica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Closel MB, Kohlsdorf T. Evolução do hábito fossorial em lagartos da família Gymnophthalmidae: uma abordagem ecofisiológica. 2012 ;
    • Vancouver

      Closel MB, Kohlsdorf T. Evolução do hábito fossorial em lagartos da família Gymnophthalmidae: uma abordagem ecofisiológica. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021