Exportar registro bibliográfico

Um enfoque multigênico para a genealogia comparada de Betacoronavirus em bovinos e equinos (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: BARROS, IRACEMA NUNES DE - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPS
  • Subjects: CORONAVIROSE BOVINA; VIROSES EM ANIMAIS; FILOGENIA (ANÁLISE)
  • Keywords: Bovinos; Coronavírus; Epidemiologia; Equinos; Genealogia
  • Language: Português
  • Abstract: Gastroenterites são uma das causas mais comuns e importantes de morbidade e mortalidade entre animais neonatos e juvenis, em muitos casos, ocasionadas por uma infecção intestinal múltipla, sendo os principais agentes virais entéricos em bovinos o rotavírus e o coronavírus bovino (BCoV). O BCoV tem distribuição mundial e causa gastroenterites em bezerros, disenteria de inverno em bovinos adultos e processos patológicos respiratórios, enquanto que nos equinos os coronavírus causam enterocolite neonatal em potros. Considerando-se que o coronavírus bovino é mais estudado do que os coronavírus equinos, havendo possibilidade de transmissão interespécies, o presente trabalho teve por objetivo a comparação multigênica do coronavírus em bovinos adultos com disenteria de inverno e bezerros com diarréia neonatal e em equinos do Brasil, com base em sequências parciais dos genes codificadores das proteínas hemagluninina-esterase (HE), espícula (S) e nucleoproteína (N). Foram utilizadas amostras fecais de 11 vacas leiteiras de um surto de disenteria de inverno e de 27 equinos testadas quanto a presença de Betacoronavirus com uma RT-PCR dirigida ao gene RdRp; em seguida, as amostras positivas foram submetidas as reações parciais de PCR para os genes N, HE e S, e posterior sequenciamento e análise genealógica. Além destas amostras, foram utilizadas 15 amostras fecais de bezerros, já estudadas parcialmente quanto ao gene S, submetidas as reações de RT-PCR para N e HE, e posteriorsequenciamento e análise genealógica. Sequências representativas da população em estudo foram obtidas para todos os genes. Pode-se concluir que a genealogia de amostras entéricas de BCoV detectadas em bovinos jovens e adultos é diretamente associada a padrões geográficos quando se consideram os genes S e HE, sendo a genealogia de menor resolução para os genes HE e nucleoproteína N, para a qual há uma tendência a segregação por faixa etária do hospedeiro e que equinos podem apresentar Betacoronavirus indistinguíveis daqueles encontrados em bovinos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.01.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BARROS, Iracema Nunes de; BRANDÃO, Paulo Eduardo. Um enfoque multigênico para a genealogia comparada de Betacoronavirus em bovinos e equinos. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-163152/ >.
    • APA

      Barros, I. N. de, & Brandão, P. E. (2011). Um enfoque multigênico para a genealogia comparada de Betacoronavirus em bovinos e equinos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-163152/
    • NLM

      Barros IN de, Brandão PE. Um enfoque multigênico para a genealogia comparada de Betacoronavirus em bovinos e equinos [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-163152/
    • Vancouver

      Barros IN de, Brandão PE. Um enfoque multigênico para a genealogia comparada de Betacoronavirus em bovinos e equinos [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-28092012-163152/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021