Exportar registro bibliográfico

Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: um desafio para unidades basícas de saúde (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MOREIRA, ANA MARIA MANIERO - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HSA
  • Subjects: RESÍDUOS HOSPITALARES (ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO); RESÍDUOS INFECCIOSOS (ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO); RESÍDUOS PERIGOSOS (ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO); GESTÃO AMBIENTAL (DESEMPENHO;INDICADORES); INDICADORES DE SERVIÇOS DE SAÚDE; CENTROS DE SAÚDE (ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO); ESTUDOS DE INTERVENÇÃO; INDICADORES DE PRODUTIVIDADE
  • Keywords: Hazardous Waste; Indicators; Medical Waste; Primary Health-Care Unit; Resíduos de Serviços de Saúde; Unidade Básica de Saúde; Waste Management
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo avaliou o desempenho do gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde (RSS) em quatro Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Município de São Paulo, Brasil. Foi desenvolvida ferramenta para caracterizar as unidades quanto ao sistema gerencial, identificar e quantificar os resíduos gerados e levantar o grau de atendimento ao marco legalregulatório vigente. Com apoio desta ferramenta, foram realizadas duas avaliações da situação do gerenciamento dos RSS, em cada UBS: uma prévia (fev./2011) e outra, pós-intervenção (fev./2012). A avaliação prévia permitiu elaboração de um Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRSS) específico para cada UBS, cuja implantação foi acompanhada com intervenção, durante um ano. Na situação prévia, apenas 26 a 30 por cento das regulamentações/normas vigentes eram atendidas pelas UBS, devido à ausência de processos gerenciais sustentáveis e déficit de cuidados básicos quanto à segurança do trabalhador e usuários. Após a intervenção houve pequena melhora, ficando entre 30 e 38 por cento . Uma UBS teve melhora de 11 por cento , enquanto as demais avançaram entre 4 e 5 por cento . A taxa de geração de resíduos comuns/atendimento nas quatro UBS variou de 0,02 a 0,17kg e de resíduos infectantes/atendimento de 0,02 a 0,06kg. Novo indicador de geração foi proposto: taxa de geração de resíduos infectantes por procedimento em áreas críticas, que variou de 0,05 a 0,12kg. A ferramenta de avaliação proposta mostrou-se de fácilaplicação, gerou resultados consistentes e comparáveis e facilitou a elaboração e monitoramento do PGRSS. O marco legal-regulatório, a ferramenta, o PGRSS e o apoio técnico não foram suficientes para aprimorar o gerenciamento dos RSS nas UBS estudadas. Foram identificados como determinantes essenciais para alavancar o desempenho da gestão dos RSS em unidades de atenção básica à saúde: vontade politica e tomada de decisão, recursos humanos e econômicos, informação, capacitação e maior integração entre as atores envolvidos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.07.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, Ana Maria Maniero; GÜNTHER, Wanda Maria Risso. Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: um desafio para unidades basícas de saúde. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-06092012-103002/ >.
    • APA

      Moreira, A. M. M., & Günther, W. M. R. (2012). Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: um desafio para unidades basícas de saúde. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-06092012-103002/
    • NLM

      Moreira AMM, Günther WMR. Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: um desafio para unidades basícas de saúde [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-06092012-103002/
    • Vancouver

      Moreira AMM, Günther WMR. Gerenciamento de resíduos de serviços de saúde: um desafio para unidades basícas de saúde [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6134/tde-06092012-103002/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020