Exportar registro bibliográfico

Efeitos hemodinâmicos de duas estratégias de ventilação mecânica protetora em um modelo suíno de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (2011)

  • Authors:
  • Autor USP: GREGORES, GUILHERME BUZON - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCI
  • Subjects: DOENÇAS DO SISTEMA UROGENITAL; HEMODINÂMICA (VETERINÁRIA); MODELOS ANIMAIS; RESPIRAÇÃO ARTIFICIAL (VETERINÁRIA); SUÍNOS; TÉCNICAS DE DIAGNÓSTICO DO SISTEMA RESPIRATÓRIO (VETERINÁRIA); TOMOGRAFIA (VETERINÁRIA); TRANSTORNOS RESPIRATÓRIOS (VETERINÁRIA)
  • Keywords: Experimental pig model; Hemodynamic evaluation; Mechanical ventilation; Modelo experimental suíno; Protective strategy ventilation; Tomografia por impedância elétrica; Ventilação mecânica; Estratégia ventilatória protetora; Avaliação hemodinâmica; Electrical impedance tomography
  • Language: Português
  • Abstract: A Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo (SDRA) cursa com insuficiência respiratória e necessidade de ventilação mecânica invasiva (VMI). A mortalidade desta síndrome é elevada, mas pode ser reduzida com o uso de estratégias protetoras de ventilação mecânica que usam baixo de volume corrente (VC), geralmente 6ml/Kg ou menos, para minimizar a lesão causada pelo ventilador. Algumas destas estratégias de ventilação protetora utilizam valores elevados de PEEP que podem produzir instabilidade hemodinâmica. O objetivo deste estudo foi comparar, em um modelo experimental suíno de SDRA, os efeitos hemodinâmicos causados por duas estratégias de ventilação mecânica protetora: uma que utiliza PEEP ajustado pela Tomografia de Impedância Elétrica (OLA) e a outra, a mais comumente utilizada na prática clínica (ARDSNET), em que a PEEP é ajustada através de uma tabela. Foram utilizados 17 animais após randomização (8 no grupo OLA; 9 no grupo ARDSNET) que foram ventilados por 42 horas. As variáveis foram analisadas utilizando ANOVA de medidas repetidas. Antes da radomização, os grupos não apresentavam diferenças nos parâmetros hemodinâmicos e respiratórios. Considerando o período de 42 horas de estudo: 1) o grupo OLA utilizou valores maiores de PEEP, obteve uma melhor oxigenação, mas com valores de PaCO2 mais elevado; não houve diferença entre os grupos para o platô de pressão, mas o delta de pressão foi menor no grupo OLA o que pode minimizar o risco de lesão pulmonar induzida peloventilador; 2) o grupo OLA apresentou valores de índice cardíaco (IC) menores durante o estudo, mas não houve um comprometimento aos órgãos alvos conforme pode ser constatado pelos valores normais do lactato arterial e pelos valores de saturação do sangue venoso misto maiores do que no grupo ARDSNET; 3) pela análise de regressão múltipla pode se observar que o aumento da PEEP esteve associado com aumento da pressão média de artéria pulmonar (PMAP), mas redução do IC e da pressão arterial média, enquanto que o aumento da PaCO2 esteve associado com um aumento da PMAP e do IC. Concluímos que uma estratégia ventilatória protetora para SDRA cujo ajuste de PEEP é guiado por TIE, quando comparada com outra estratégia protetora comumente utilizada na prática clínica por um período de 42 horas, determina uso de valores maiores de PEEP, o que melhora a oxigenação e minimiza o delta de pressão, mas causa redução do IC que não resulta em isquemia tecidual
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.04.2011
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GREGORES, Guilherme Buzon; FANTONI, Denise Tabacchi; MIGLINO, Maria Angélica. Efeitos hemodinâmicos de duas estratégias de ventilação mecânica protetora em um modelo suíno de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo. 2011.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-03042012-154729/ >.
    • APA

      Gregores, G. B., Fantoni, D. T., & Miglino, M. A. (2011). Efeitos hemodinâmicos de duas estratégias de ventilação mecânica protetora em um modelo suíno de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-03042012-154729/
    • NLM

      Gregores GB, Fantoni DT, Miglino MA. Efeitos hemodinâmicos de duas estratégias de ventilação mecânica protetora em um modelo suíno de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-03042012-154729/
    • Vancouver

      Gregores GB, Fantoni DT, Miglino MA. Efeitos hemodinâmicos de duas estratégias de ventilação mecânica protetora em um modelo suíno de Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10132/tde-03042012-154729/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021