Exportar registro bibliográfico

Panorama da cooperação internacional em saúde em países da América do Sul (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: PEREZ, FERNANDA AGUILAR - FSP
  • Unidades: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • Subjects: SAÚDE MUNDIAL; ORGANIZAÇÕES DE PLANEJAMENTO EM SAÚDE; ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL (ATIVIDADE); COOPERAÇÃO INTERNACIONAL; REFORMA DO SETOR SAÚDE; RELAÇÕES INTERNACIONAIS; PESQUISA QUALITATIVA
  • Keywords: Global Health; Health Systems; International Relations; Saúde Global; Sistemas de Saúde; UNASUL; UNASUR
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução O desenvolvimento das Relações Internacionais como disciplina a fez abarcar estudos de integração regional, cooperação internacional e, mais recentemente, saúde. O processo de globalização e uma maior interação entre os países culminaram na criação de blocos regionais de cooperação, sendo um exemplo expoente na América do Sul a União das Nações Sul-Americanas - UNASUL. Cooperação em saúde global por meio de convergência política dentro dos blocos é possível, e para isso é necessário o conhecimento dos sistemas de saúde de cada país. O Brasil, dentro da tradição de sua política externa e da defesa da Diplomacia da Saúde Global, busca cooperar com os países da UNASUL em questões de saúde. Objetivos - Descrever a ação de Organizações Internacionais e sua atuação em saúde; descrever ações de cooperação em saúde do Brasil; identificar aspectos contextuais dos sistemas de saúde e da cooperação internacional em saúde da Bolívia e da Venezuela. Métodos O procedimento metodológico é qualitativo. Dentro dos métodos possíveis, utilizou-se o descritivo e a pesquisa histórica. A descrição foi utilizada nos dois países estudados para caracterizar seus sistemas de saúde, e a pesquisa histórica, para entender os processos de reforma desses sistemas. Resultados Organizações Internacionais trabalham de diferentes formas a saúde, mas sempre a relacionando com o objetivo principal da instituição. OMS e Banco Mundial são as organizações que mais lidam com o tema. O Brasil, nadécada de 90, começou a debater sobre saúde em conferências internacionais, e desde os anos 2000 amplia sua cooperação em saúde com países africanos, asiáticos e latinoamericanos. Também estimula o debate da saúde no MERCOSUL e na UNASUL. Os sistemas de saúde da Bolívia e da Venezuela, que foram reformados nos anos 80 e 90, têm atualmente como meta a universalidade; contudo seus sistemas continuam mistos, com presença de um subsetor público, privado e previdenciário. Conclusões - Há um esforço conjunto do Brasil, da Bolívia, da Venezuela e da UNASUL para que a saúde de suas populações melhore em qualidade. Estes quatro atores, igualmente, utilizam o tema saúde como uma questão para cooperação e um propósito para integração
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.08.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PEREZ, Fernanda Aguilar; FORTES, Paulo Antonio de Carvalho. Panorama da cooperação internacional em saúde em países da América do Sul. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-06092012-114245/ >.
    • APA

      Perez, F. A., & Fortes, P. A. de C. (2012). Panorama da cooperação internacional em saúde em países da América do Sul. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-06092012-114245/
    • NLM

      Perez FA, Fortes PA de C. Panorama da cooperação internacional em saúde em países da América do Sul [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-06092012-114245/
    • Vancouver

      Perez FA, Fortes PA de C. Panorama da cooperação internacional em saúde em países da América do Sul [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6135/tde-06092012-114245/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020