Exportar registro bibliográfico

Influência do protocolo de secagem com álcool isopropílico na adesividade de diferentes cimentos obturadores de metacrilato à dentina radicular (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAS, KLEBER CAMPIONI - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 804
  • Subjects: CIMENTOS ENDODONTICOS (PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS); ADESIVOS DENTINÁRIOS
  • Keywords: bond strenght; endodontic sealer; physico-chemical properties; teste de adesividade
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo teve como objetivo avaliar a influência do protocolo de secagem com álcool isopropílico à adesividade dos cimentos AH Plus, Hybrid Root Seal e Epiphany SE à dentina radicular. Oitenta raízes de caninos foram submetidas ao preparo biomecânico e distribuídas em 2 grupos de acordo com a secagem, previamente a obturação: I- Secagem cone de papel absorvente e II- Secagem com álcool isopropílico 70%,e posteriormente distribuídas em 8 grupos (n=10): IA e IIA cimento AH Plus; IB e IIB - cimento Hybrid Root Seal; IC e IIC- cimento Epiphany SE com guta percha e ID e IID cimento Epiphany SE com Resilon. Após a obturação, 80 raízes foram seccionadas transversalmente obtendo-se 3 slices de 1,0 mm de espessura para cada terço radicular. Um slice de cada terço foi submetido ao teste de push out e tipo de falha analisado por meio de lupa estereoscópica. Os dois slices restantes foram submetidos à MEV para análise da interface adesiva e superfície do material obturador. A análise de variância evidenciou haver diferença estatisticamente significante (p<0,05) entre os materiais obturadores, o protocolo de secagem do canal radicular e a interação destes fatores. AH Plus/ guta percha obteve os maiores valores médios de resistência de união (3,83 ± 0,45 MPa), sendo estatisticamente diferente (p<0,05) dos demais. O Hybrid Root SEAL/ guta percha (3,24 ± 0,46 MPa) obteve valores intermediários, sendo estatisticamente diferente dos demais (p<0,05). O cimento obturador Epiphany SE quando associado à guta percha (0,45 ± 0,10 MPa) ou ao Resilon (0,31 ± 0,09 MPa) obteve os menores valores de adesividade, sendo estatisticamente semelhantes entre si (p>0,05) e diferentes dos demais (p<0,05). O cimento AH Plus obteve os maiores valores de adesividade independente do protocolo de secagem utilizado. Na comparação entre os protocolos, o protocolo que utilizou álcool isopropílico 70% obteve maiores valores médios de adesividade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.04.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Kleber Campioni; SOUSA NETO, Manoel Damião de. Influência do protocolo de secagem com álcool isopropílico na adesividade de diferentes cimentos obturadores de metacrilato à dentina radicular. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-23052012-160656/ >.
    • APA

      Dias, K. C., & Sousa Neto, M. D. de. (2012). Influência do protocolo de secagem com álcool isopropílico na adesividade de diferentes cimentos obturadores de metacrilato à dentina radicular. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-23052012-160656/
    • NLM

      Dias KC, Sousa Neto MD de. Influência do protocolo de secagem com álcool isopropílico na adesividade de diferentes cimentos obturadores de metacrilato à dentina radicular [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-23052012-160656/
    • Vancouver

      Dias KC, Sousa Neto MD de. Influência do protocolo de secagem com álcool isopropílico na adesividade de diferentes cimentos obturadores de metacrilato à dentina radicular [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-23052012-160656/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020