Exportar registro bibliográfico

Neurite autoimune experimental e células tronco (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AMORIM, MILENA MENEZES DE - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RNP
  • Subjects: DOENÇAS DO SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO; DOENÇAS AUTOIMUNES (TRATAMENTO); CÉLULAS-TRONCO; CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO
  • Language: Português
  • Abstract: A neurite autoimune experimental (NAE) é uma doença desmielinizante do sistema nervoso periférico (SNP) que possui características histológicas de infiltração de macrófagos e linfócitos no nervo e clínica de redução da atividade motora, para ou tetraparesia. Células tronco são amplamente estudadas em doenças do sistema nervoso devido ao seu efeito neuroprotetor, imunomodulador e por auxiliar a remielinização. O estudo teve como objetivo principal observar a eficácia do tratamento de animais com NAE utilizando-se células mesenquimais estromais multipotentes. Foram utilizados 65 ratos Lewis com seis a nove semanas de idade, dentre os quais de cinco foram retirados os nervos isquiáticos para obtenção de células tronco. Os demais foram imunizados com injeção subcutanea de uma emulsão contendo peptídeo P2 58-81, Mycobacterium tuberculosi e adjuvante Completo de Freund. Os animais imunizados foram separados nos seguintes grupos: grupo controle, que passaram por nenhum procedimento cirúrgico (n=17); ratos tratados com concentração de 3x‘10 POT.6’ de células em 1 mL (n=13), ratos tratados com concentração de 5x‘10 POT.6’ de células em 1 mL (n=18); e ratos tratados com concentração de 6x‘10 POT.6’ de células em 1 mL (n=12). A infusão de células foi realizada sob efeito de anestesia. Os animais imunizados foram pesados e passaram por avaliação clínica diária do dia anterior à imunização até o 30° dia pós-imunização. Para a análise estatística foi utilizado o teste não paramétrico de Krusskal-Wallis e o post hoc de Dunn. Verificou-se que os déficits neurológicos foram menos intensos nos grupos tratados, e que o tratamento preventivo é mais que eficaz o tratamento terapêutico e a diferença foi estatisticamente significativa. Tentativa anterior divulgada em congresso e em trabalho completo por grupo europeu resultou negativa, embora efeitos favoráveis do uso de célulastronco tenham sido observados na encefalite autoimune experimental (EAE) e outras doenças do sistema nervoso por diferentes grupos de pesquisa
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.05.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AMORIM, Milena Menezes de; BARREIRA, Amilton Antunes. Neurite autoimune experimental e células tronco. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Amorim, M. M. de, & Barreira, A. A. (2012). Neurite autoimune experimental e células tronco. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Amorim MM de, Barreira AA. Neurite autoimune experimental e células tronco. 2012 ;
    • Vancouver

      Amorim MM de, Barreira AA. Neurite autoimune experimental e células tronco. 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020