Exportar registro bibliográfico

Controle neuroendócrino do apetite ao sódio após dieta hipossódica: regulação integrada do drive apetitivo e sua correlação com alterações comportamentais (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: MECAWI, ANDRÉ DE SOUZA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFI
  • Subjects: SÓDIO; DIETA; OCITOCINA; SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA; ANSIEDADE
  • Language: Português
  • Abstract: O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de investigar os mecanismos neuroendócrinos envolvidos no controle do apetite ao sódio e das alterações comportamentais relacionadas, após restrição do conteúdo de sódio na dieta. Para isso, ratos Wistar machos adultos receberam dieta normossódica (1% NaCl) ou hipossódica (< 0,1% NaCl) durante quatro dias. Para avaliar as alterações neuroendócrinas e comportamentais foram utilizadas as seguintes técnicas: dosagens hormonais por radioimunoensaio, avaliação da atividade neural através de imunoistoquímica para os antígenos relacionados à proteína Fos (ARP-Fos), RT-PCR, hibridização in situ, análise da ingestão de água e salina hipertônica (NaC1 0,3 M) em protocolo de livre escolha e teste do labirinto em cruz elevado. Durante a restrição de sódio na dieta os animais apresentaram redução significativa na ingestão de água, excreção urinaria de sódio e volume urinário, associado à redução da volemia (aumento do hematócrito e proteínas plasmáticas), pressão arterial média e do ganho de peso, sem alterações significativas na concentração plasmática de sódio. Após o oferecimento da salina hipertônica, os animais privados de sódio apresentaram aumento significativo da ingestão de salina, associado a menor aumento na ingestão de água, o que resultou no aumento da preferência ao sódio em relação aos animais controle. Não foram observadas diferenças significativas nas concentrações plasmáticas de vasopressina (AVP), peptídeo natriurético atrial (ANP), prolactina (PRL) e corticosterona (Cortico) nos animais privados de sódio em relação aos controles. Por outro lado, os animais com restrição de sódio apresentaram aumento significativo na concentração plasmática de angiotensina I (ANG I) e II (ANG II) e redução na concentração plasmática de ocitocina (OT), sem diferença na-concentração cerebral de ANG I e II eneurohipofisária de AVP e OT em relação aos controles. A dieta hipossódica induziu aumento na expressão do RNAm para renina no rim e para angiotensinogênio no fígado, sem alterar significativamente a expressão da enzima conversora de angiotensina no pulmão. Verificou-se ainda que a restrição de sódio aumentou a expressão do RNAm para os receptores ‘AT IND.1‘alfa’’ no órgão subfornicial (SFO) e no núcleo dorsal da rafe e diminuição nos núcleos supraóptico (SON) e pré-óptico mediano (MnPO), sem-diferenças significativas nos núcleos paraventricular (PVN) e do trato solitário (NTS) em relação aos controles. O bloqueio farmacológico dos receptores ‘AT IND.1’, cerebrais e da geração cerebral de ANG II levou a redução da ingestão de água e salina hipertônica após a dieta hipossódica. Observou-se ainda o aumento da fosforilação da ERK na lamina terminal e no hipotálamo dos animais que receberam dieta hipossódica em relação aos animais controles, resposta que não foi alterada significativamente pela microinjeção intracerebroventricular (icv) de losartan. A microinjeção icv do inibidor da via das MAPKs (PD98059) induziu redução na ingestão de salina hipertônica e água após a dieta hipossódica. Por outro lado, a microinjeção icv de ANG II provocou aumento similar na ingestão de água e salina hipertônica e na fosforilação da ERK na lamina terminal e hipotálamo nos animais que receberam dieta normossódica e hipossódica. A restrição de sódio na dieta dos animais, induziu aumento significativo, nos neurônios ativos do órgão vasculoso da lamina terminal (OVLT), MnPO e SFO, e redução na atividade dos neurônios catecolaminérgicos do NTS comissural e dos neurónios ocitocinérgicos das regiões magnocelular medial e parvocelular posterior do PVN, o que foi avaliado pela imunorreatividade para os ARP-Fos. Associado a isso, os animais que receberam a dietahipossódica apresentaram redução da expressão do RNAm para OT no PVN e SON, avaliado através de RT-PCR e hibridização in situ. Adicionalmente, a microinjeção de ocitocina icv levou à inibição da ingestão de salina hipertônica e água após a dieta hipossódica. A dieta hipossódica induziu aumento da exploração associada às respostas ansioliticas no teste do labirinto em cruz elevado em relação aos animais controles. Além disso, os animais privados de sódio apresentaram uma potencialização da resposta de aumento das concentrações plasmáticas de PRL e ANG I e II induzidas pelo teste do labirinto em cruz elevado. Assim, os presentes dados nos levam a concluir que: 1) a dieta hipossódica por quatro dias é eficiente na indução do apetite ao sódio; 2) a ANG II, a ocitocina e a via intracelular das MAPKs parecem estar envolvidas na ingestão de fluidos após a dieta hipossódica; 3) por outro lado, a redução da atividade do sistema catecolaminérgico no NTS comissural pode estar envolvida com a liberação do apetite ao sódio após a dieta hipossódica; 4) por fim, os dados apresentados demonstram pela primeira vez que o apetite ao sódio está associado ao aumento da exploração e redução da ansiedade, o que foi associado ao aumento de respostas neuroendócrinas ao estresse induzido pelo labirinto em cruz elevado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.05.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MECAWI, André de Souza; RODRIGUES, Jos~e Antunes. Controle neuroendócrino do apetite ao sódio após dieta hipossódica: regulação integrada do drive apetitivo e sua correlação com alterações comportamentais. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Mecawi, A. de S., & Rodrigues, J. ~e A. (2012). Controle neuroendócrino do apetite ao sódio após dieta hipossódica: regulação integrada do drive apetitivo e sua correlação com alterações comportamentais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mecawi A de S, Rodrigues J~e A. Controle neuroendócrino do apetite ao sódio após dieta hipossódica: regulação integrada do drive apetitivo e sua correlação com alterações comportamentais. 2012 ;
    • Vancouver

      Mecawi A de S, Rodrigues J~e A. Controle neuroendócrino do apetite ao sódio após dieta hipossódica: regulação integrada do drive apetitivo e sua correlação com alterações comportamentais. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020