Exportar registro bibliográfico

O uso de RNA de interferência no controle da infecção pelo sorotipo 3 do vírus da dengue (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MOREIRA, ÉTORI AGUIAR - FMRP
  • Unidades: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subjects: RNA; DENGUE; INFECÇÕES POR VÍRUS DE RNA (CONTROLE); SOROS
  • Language: Português
  • Abstract: A dengue é a mais importante doença causada por arbovírus em humanos e quatro sorotipos (DENV-1 a 4) são conhecidos. A dengue emergiu como um grande problema de saúde pública com quase metade da população mundial sob risco de infecção. Entretanto, não existe vacina nem uma medicação efetiva disponível contra a doença para uso em humanos. Um mecanismo conservado evolutivamente em resposta a RNA de dupla fita (dsRNA), chamado de RNA de interferência (RNAi), medeia a resistência à parasitas endógenos e ácidos nucléicos exógenos, além de regular a expressão de muitos genes. O RNAi tem sido utilizado como um potente mecanismo antiviral. Neste trabalho, identificamos alvos para o RNAi nas regiões 5', 3' e prM de DENV. Esses alvos são sequências conservadas e selecionadas através do alinhamento de todos os sorotipos de DENV conhecidos e foram sintetizados como sequências de RNA em grampo (shRNA) num sistema de expressão plasmidial. Células monocíticas (U937) e cultura primária de monócitos humanos obtidas de sangue periférico transientemente transfectadas com um tipo ou uma mistura dessas sequências tiveram grande capacidade de suprimir a replicação de DENV-3. Como resultados, ao se avaliar a replicação viral de DENV-3 em células U937, observou-se que shRNA contra a região 5’UTR promoveu supressão de 91.7% ( P<0,001) da carga vital 48h p.i., e que os shRNAs quando usados para os três alvos simultaneamente inibiram a replicação viral em 81, 6% (P<0,001) 36h p.i. Considerando-se a replicação de DENV-3 em cultura primária de monócitos humanos, o emprego do RNAi direcionado contra a 5'UTR inibiu a replicação vital em 99,3% (P<0,001) 24 p.i. Os plasmídeos contendo shRNAs não estimularam diferencialmente a expressão de citocinas inflamatórias, IL-6 e TNF, nem de interferons tipo 1, IFN-‘alfa’ e IFN-‘beta’, 48h p i. quando quantificados do sobrenadante de U937 transfectadas.Assim, os resultados do presente estudo apontam os RNAi avaliados como potencial ferramenta de intervenção contra a replicação do DENV-3
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.05.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, Étori Aguiar; FONSECA, Benedito Antônio Lopes da. O uso de RNA de interferência no controle da infecção pelo sorotipo 3 do vírus da dengue. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Moreira, É. A., & Fonseca, B. A. L. da. (2012). O uso de RNA de interferência no controle da infecção pelo sorotipo 3 do vírus da dengue. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Moreira ÉA, Fonseca BAL da. O uso de RNA de interferência no controle da infecção pelo sorotipo 3 do vírus da dengue. 2012 ;
    • Vancouver

      Moreira ÉA, Fonseca BAL da. O uso de RNA de interferência no controle da infecção pelo sorotipo 3 do vírus da dengue. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020