Exportar registro bibliográfico

Estudo comparativo de dois tipos de incisão na dacriocistorrinostomia externa: transpalpebral e nasojugal (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated author: MANO, JULIANO BORGES - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: DISSECÇÃO; CICATRIZ; OTORRINOLARINGOLOGIA; APARELHO LACRIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi comparar o aspecto estético de dois tipos de incisão (transpalpebral e nasojugal) na dacriocistorrinostomia externa, avaliar a taxa de sucesso anatômico e relatar possíveis complicações em cada tipo de incisão. Foram estudados 46 sujeitos (14 homens e 32 mulheres) submetidos à cirurgia de dacriocistorrinostomia externa. O grupo 1 (G1) foi formado por 25 pacientes operados com incisão transpalpebral. Houve um caso de cirurgia bilateral, totalizando 26 cirurgias nesse grupo. No grupo 2 (G2), a incisão nasojugal foi empregada unilateralmente em 21 pacientes. A documentação das cicatrizes resultantes foi realizada por meio de fotografias digitais padronizadas do terço médio da face dos pacientes em posição obliqua de 30° com 30 (T1), 90 (T2) e 180 (T3) dias de pós operatório. As fotografias foram mostradas aleatoriamente a três observadores médicos não oculoplásticos (1 oftalmologista, 1 cirurgião de cabeça e pescoço e 1 cirurgião plástico) em monitor de LCD, 22 polegadas com resolução de 1680 x 1050 pixels. Os observadores foram instruídos a quantificar a aparência da cicatriz segundo uma escala ordinal de quatro níveis. Além disso, os próprios pacientes avaliaram a cicatriz por meio de três questionários: satisfação com o aspecto estético, aparência da incisão e recomendação da cirurgia a outro paciente. Para a análise da avaliação fotográfica nos diferentes tempos cirúrgicos nas duas técnicas foi utilizada a análise de variância multifatorial (ANOVA). O teste de Tukey foi empregado para determinação das significâncias entre as variáveis estudadas. Os resultados mostraram que não houve diferença significativa entre as técnicas em relação à visibilidade da cicatriz nos tempos analisados. Apenas em relação ao fator tempo houve diferença, ou seja, a cicatriz foi mais visível em T1 do que em T2 e T3. A taxa de sucesso anatômico da cirurgiafoi de 92,3% para o G1 e 90,4% para o G2. As complicações relacionadas ao G1 foram: ectrópio leve de ponto lacrimal (3 casos) e paresia transitória do músculo orbicular (1 caso). No G2 ocorreu cicatriz hipertrófica (1 caso) e epicanto (1 caso). As duas técnicas estudadas são igualmente eficazes e apresentam visibilidade mínima a partir do 30° dia de pós-operatório. As complicações foram associadas às incisões e podem ser minimizadas com medidas preventivas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.05.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MANO, Juliano Borges; AKAISHI, Patrícia Mitiko Santello. Estudo comparativo de dois tipos de incisão na dacriocistorrinostomia externa: transpalpebral e nasojugal. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Mano, J. B., & Akaishi, P. M. S. (2012). Estudo comparativo de dois tipos de incisão na dacriocistorrinostomia externa: transpalpebral e nasojugal. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Mano JB, Akaishi PMS. Estudo comparativo de dois tipos de incisão na dacriocistorrinostomia externa: transpalpebral e nasojugal. 2012 ;
    • Vancouver

      Mano JB, Akaishi PMS. Estudo comparativo de dois tipos de incisão na dacriocistorrinostomia externa: transpalpebral e nasojugal. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022