Exportar registro bibliográfico

Mentes graníticas e mentes areníticas: fronteira geo-cognitiva nas gravuras rupestres do baixo rio Negro, Amazônia setentrional (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: VALLE, RAONI BERNARDO MARANHAO - MAE
  • Unidades: MAE
  • Sigla do Departamento: ARQ
  • Subjects: ARTE RUPESTRE; GRAVURA (SÍTIO ARQUEOLÓGICO); PINTURA RUPESTRE; ARQUEOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Tratamos aqui de um estudo preliminar acerca das gravuras rupestres (petróglifos) situadas no baixo rio Negro, entre os municípios de Novo Airão e Barcelos, Estados do Amazonas. Nesta área foram foto-documentados e geo-refenciados, até o presente, 20 sítios rupestres ribeirinhos, a céu aberto, parcialmente submersos, em afloramentos rochosos areníticos e graníticos contendo gravuras de origem indígena pré-colonial. Estes sítios não apresentam depósitos arqueológicos e, portanto, não podem ser escavados nem inequivocamente associados aos sítios cerâmicos adjacentes na área (o que precisa ser testado, todavia). Desta maneira se configuram em variáveis quase isoladas, sem relações diretas com o restante do registro arqueológico regional nem datações de nenhum tipo. Cronologias internas e pontuais de alguns painéis podem, no entanto, ser identificadas surgerindo reuso e reaviamento diacrônico das gravuras. A área amostral apresenta variabilidade geológica (contato do escudo cristalino com a bacia sedimentar) e variabilidade hidrográfica (confluência dos rios Negro/Branco/Jauaperi/Unini/Jaú). Propomos que essas características geo-ambientais podem estar contribuindo para a variabilidade no fenômeno gráfico-rupestre que estamos detectando na área, o que pode indicar diferenças crono-culturais na autoria desses petróglifos. De fato, o conhecimento acerca da conjuntura geológica da área levou-nos à proposição da variabilidade estilística como hipótese preliminar, o que foi confirmado no primeiro contato com essas gravuras e se constitui, portanto, em nosso primeiro resultado de pesquisa concreto, a identificação da variabilidade gráfico-rupestre na área, um quadro marcadamente heterogêneo . Dentre as abordagens teóricas correntes na arqueologia escolhemos utilizar duas delas em conjunto reflexivo. A primeira delas, na primeira parte do texto, se refere ao método formal de estudo de arterupestre, a partir do qual podemos entender as gravuras rupestres (e pinturas) como sistemas pré-históricos de comunicação visual que funcionariam como linguagens gráfico-simbólicas das comunidades autoras. Nessa perspectiva, seriam passíveis de estudo enquanto uma variável, ou resultante, do comportamento humano no passado inseridas no registro arqueológico, portando característica formalmente identificáveis e mensuráveis, estruturadas em perfis gráficos (perfis estilísticos) que, hipotética e simplificadamente, indicariam os perfis sociais dos autores rupestres. Utilizamos aportes da semiótica e da antropologia visual, entre outros, para análise de códigos simbólicos onde se evita a interpretação de significados, apoiando-se exclusivamente na análise formal do significante gráfico baseada nos aspectos materiais, ou seja, aspectos técnicos, morfo-temáticos, cenográficos, tafonômicos e geo-ambientais do grafismo rupestre. ...
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.06.2012
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VALLE, Raoni Bernardo Maranhão; NEVES, Eduardo Goes. Mentes graníticas e mentes areníticas: fronteira geo-cognitiva nas gravuras rupestres do baixo rio Negro, Amazônia setentrional. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-12042013-163726/ >.
    • APA

      Valle, R. B. M., & Neves, E. G. (2012). Mentes graníticas e mentes areníticas: fronteira geo-cognitiva nas gravuras rupestres do baixo rio Negro, Amazônia setentrional. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-12042013-163726/
    • NLM

      Valle RBM, Neves EG. Mentes graníticas e mentes areníticas: fronteira geo-cognitiva nas gravuras rupestres do baixo rio Negro, Amazônia setentrional [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-12042013-163726/
    • Vancouver

      Valle RBM, Neves EG. Mentes graníticas e mentes areníticas: fronteira geo-cognitiva nas gravuras rupestres do baixo rio Negro, Amazônia setentrional [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-12042013-163726/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020