Exportar registro bibliográfico

Perfil fenotípico, diferenciação molecular, produção de enzimas e sensibilidade aos antifúngicos de amostras de leveduras isoladas em três grupos amostrais: mulheres assintomáticas, com candidíase vulvovaginal primária e recorrente (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: MOREIRA, DEBORA - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMM
  • Subjects: CANDIDÍASE; CANDIDA ALBICANS; ANTIFÚNGICOS; ENZIMAS HIDROLÍTICAS; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE; ELETROFORESE EM GEL
  • Language: Português
  • Abstract: O presente estudo foi realizado com 258 mulheres, com e sem sintomas de candidíase vulvovaginal, atendidas no Centro de Saúde “Geraldo Paula Souza”, da Faculdade de Saúde Pública da USP. Leveduras foram isoladas em 162 mulheres, sendo que 34% foram de mulheres assintomáticas, 34% com sintomas de candidíase vulvovaginal primária (CVV) e 32% com candidíase vulvovaginal recorrente (CVVR). As espécies mais isoladas foram C . albicans, C. parapsilosis, C. glabrata e C. tropicalis. Espécies como C. metapsilosis e C. haemulonii também foram encontradas. A produção de proteinase foi vista em 88% das amostras e de fosfolipase foi de 39%. A sensibilidade “in vitro” aos antifúngicos foi realizada pelo “Etest” e, nos isolados resistentes a anfotericina B, fluconazol e itraconazol foram realizados ensaios de microdiluição (CLSIM27S3) e EUCAST EDef7.1, que confirmaram a diminuição da sensibilidade ao itraconazol em isolados de C. parapsilosis (1); C. guilliermondii (1), C. glabrata (3) e Trichosporon spp (1). A diminuição da sensibilidade ao fluconazol foi observada em isolados de C. parapsilosis (1), C. glabrata (3), C. krusei e Rhodotorula spp (1). As leveduras do grupo das CVVRs foram as que apresentaram menor sensibilidade. Em 61 isolados de várias espécies foi realizada a cariotipagem em campo pulsado (PFGE) e não foram observadas similaridade entre elas. Os dados obtidos reforçam a importância da realização de exames laboratoriais que permitam identificar as espécies presentes no conteúdo vaginal, de modo a nortear a escolha terapêutica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOREIRA, Debora; PAULA, Claudete Rodrigues. Perfil fenotípico, diferenciação molecular, produção de enzimas e sensibilidade aos antifúngicos de amostras de leveduras isoladas em três grupos amostrais: mulheres assintomáticas, com candidíase vulvovaginal primária e recorrente. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42132/tde-19092012-083308/pt-br.php >.
    • APA

      Moreira, D., & Paula, C. R. (2012). Perfil fenotípico, diferenciação molecular, produção de enzimas e sensibilidade aos antifúngicos de amostras de leveduras isoladas em três grupos amostrais: mulheres assintomáticas, com candidíase vulvovaginal primária e recorrente. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42132/tde-19092012-083308/pt-br.php
    • NLM

      Moreira D, Paula CR. Perfil fenotípico, diferenciação molecular, produção de enzimas e sensibilidade aos antifúngicos de amostras de leveduras isoladas em três grupos amostrais: mulheres assintomáticas, com candidíase vulvovaginal primária e recorrente [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42132/tde-19092012-083308/pt-br.php
    • Vancouver

      Moreira D, Paula CR. Perfil fenotípico, diferenciação molecular, produção de enzimas e sensibilidade aos antifúngicos de amostras de leveduras isoladas em três grupos amostrais: mulheres assintomáticas, com candidíase vulvovaginal primária e recorrente [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42132/tde-19092012-083308/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021