Exportar registro bibliográfico

Avaliação da estrutura familiar com crianças e adolescentes portadores de transtorno bipolar (2012)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NADER, EDMIR CAVALCANTI GURGEL PINI - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MPS
  • Subjects: TRANSTORNO BIPOLAR; CRIANÇAS; ADOLESCENTES; FAMÍLIA; RELAÇÕES FAMILIARES; PAIS
  • Keywords: Adolescent; Bipolar disorder; Child; Family; Family relations; Parents
  • Language: Português
  • Abstract: Em estudos conduzidos nos EUA, o ambiente familiar de crianças com Transtorno do Humor Bipolar (THB) apresentou-se desorganizado, com alta emoção expressa (EE), baixo acolhimento materno, com baixa coesão entre os membros familiares, altos níveis de conflitos, em parentes de crianças e adolescentes com THB comparadas a famílias com crianças e adolescentes sem transtornos psiquiátricos. Propomos avaliar simultaneamente características da comunicação, das relações entre membros e estrutura familiar de crianças e adolescentes com THB em comparação a famílias de crianças e adolescentes sem transtornos psiquiátricos para encontrar qual a variável que melhor diferencia os dois grupos. Foram utilizadas três escalas para esta finalidade: Inventário de Adjetivos de Emoção Expressa (Adjective Checklist) Escala Psicossocial em Idade Escolar Revisada (Psychosocial Schedule for School Age Children-Revised) e a Escala de Ambiente Familiar (Family Environment Scale FES). Hipóteses: Famílias de crianças e adolescentes com THB comparadas às famílias de crianças e adolescentes sem transtornos psiquiátricos apresentariam: alto nível de emoção expressa negativa nos familiares de pacientes com THB, de acordo com o Inventário de Adjetivos de Emoção Expressa, menor acolhimento materno segundo a Escala Psicossocial em Idade Escolar Revisada, menor nível de coesão e maior nível de conflito de acordo com a FES. Coesão seria a variável que melhor diferenciaria os dois grupos. Métodos: Trinta e três (33) famílias foram selecionadas ao preencherem os critérios de inclusão: a) presença de um filho (a) com mais de 6 anos de idade e menos de 18 anos que apresentasse diagnóstico de THB, segundo critérios do DSM-IV. b) Vinte e nove (29) famílias-controle com crianças, adolescentes e parentes de primeiro grau sem transtornos psiquiátricos. Todas as crianças e adolescentes participantesforam excluídas se QI<70. Resultados: Famílias com crianças e adolescentes com THB, quando comparadas às famílias de crianças e adolescentes sem transtornos, apresentaram maiores níveis de EE negativa no comportamento do filho (a) em relação à mãe/pai (F = 98,27, p < 0,001) e no comportamento da mãe/pai em relação ao filho (a) (F = 31,72, p < 0,001), menores níveis de EE positiva no comportamento do filho (a) em relação à mãe/pai (F = 51,57, p < 0,001) e no comportamento da mãe/pai com relação ao filho (a) (F = 18,38, p < 0,001) segundo o Inventário de Adjetivos de Emoção Expressa. Famílias com crianças e adolescentes com THB apresentaram, comparadas às famílias de crianças e adolescentes sem transtornos psiquiátricos, maiores níveis para tensão materna (p < 0,001) e paterna (Wald = 8,551, p = 0,003) e família não intacta (Wald = 6,999, p = 0,008), segundo a Escala Psicossocial em Idade Escolar Revisada; menores níveis de coesão (F = 10,99, p = 0,002) e organização (F = 9,37, p = 0,003) e maiores níveis de conflito (F = 14,66, p < 0,001) e controle (F = 13,02, p = 0,001), segundo a FES. Na Análise Discriminante, EE negativa do comportamento do filho em relação à mãe (0,798), veio em primeiro lugar, depois, EE positiva do comportamento do filho em relação a mãe (-0,599), em terceiro EE negativa do comportamento da mãe em relação ao filho (0,449), em quarto lugar tensão materna da Escala Psicossocial para Crianças em Idade Escolar Revisada (0,381) e em quinto lugar EE positiva do comportamento da mãe em relação ao filho (-0,362). Também realizamos uma Curva ROC para encontrar pontos de corte nas escalas classificando as famílias como controle ou THB, segundo os níveis de sensibilidade e especificidade. Encontramos os seguintes resultados: em primeiro lugar, temos EE negativa do comportamento do filho em relação à mãe (0,956), depois EE positivado comportamento do filho em relação à mãe (0,914), em seguida, EE negativa do comportamento da mãe em relação ao filho (0,869), em quarto lugar, EE positiva do comportamento da mãe em relação ao filho (0,813) e em quinto lugar conflito da FES (0,792). Alto nível de EE foi a característica da família que melhor discriminou a estrutura familiar das crianças/ adolescentes com THB das famílias dos controles. As estruturas familiares de crianças e adolescentes com THB apresentaram padrões alterados relacionadas com comunicação, tensão e acolhimento materno/paterno, coesão e conflitos. De acordo com nossos resultados de maior nível de EE nas famílias de crianças e adolescentes com THB, a psicoterapia familiar deve incluir estratégias para melhorar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.08.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NADER, Edmir Cavalcanti Gurgel Pini; CAETANO, Sheila Cavalcante. Avaliação da estrutura familiar com crianças e adolescentes portadores de transtorno bipolar. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-03092012-111536/ >.
    • APA

      Nader, E. C. G. P., & Caetano, S. C. (2012). Avaliação da estrutura familiar com crianças e adolescentes portadores de transtorno bipolar. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-03092012-111536/
    • NLM

      Nader ECGP, Caetano SC. Avaliação da estrutura familiar com crianças e adolescentes portadores de transtorno bipolar [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-03092012-111536/
    • Vancouver

      Nader ECGP, Caetano SC. Avaliação da estrutura familiar com crianças e adolescentes portadores de transtorno bipolar [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-03092012-111536/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020