Exportar registro bibliográfico

Efeito do s-nitroso-n-acetilcisteína (Snac) na fibrogênese hepática em modelo experimental de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) (2012)

  • Autor:
  • Autor USP: OLIVEIRA, CLAUDIA PINTO MARQUES SOUZA DE - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: FÍGADO; ÓXIDO NÍTRICO; ESTRESSE OXIDATIVO
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A Doença Hepática Gordurosa Não Alcoólica (DHGNA), atualmente, é considerada a forma mais comum de doença hepática. Trabalhos recentes de nosso grupo demonstraram que a administração oral do doador de óxido nítrico, S-nitroso-N-acetilcisteína (SNAC) em modelos animais de DHGNA, pode reduzir ou reverter a mesma, abrindo uma nova perspectiva terapêutica. Objetivos: Foi objetivo do presente estudo avaliar os efeitos do SNAC na fibrogênese hepática na DHGNA, em modelos in vitro e in vivo. Material e Métodos: No modelo de fibrogênese in vitro, células estreladas murinas (GRX) foram incubadas com SNAC (100 µM) ou veículo (grupo de controle) durante 72 h. A viabilidade celular foi medida por ensaio colorimétrico (MTT) e a conversão de miofibroblastos em fenótipo de lipócito quiescente foi avaliada pela coloração de Oil Red. Os níveis de fator de crescimento transformador-β1 (TGF-1), inibidor tecidual de metaloproteinase TIMP-1 e os de metaloproteinase de matriz 13 (MMP-13) foram mensurados no sobrenadante por ELISA e a expressão de genes relacionados a fibrose [(MMP) 2-13, TGF β -1, colágeno-1α, (TIMP)-1 e 2] foi quantificada utilizando PCR em tempo real. No modelo de fibrogênese in vivo, ratos Sprague-Dawley foram alimentados com dieta hiperlipídica deficiente em colina e expostos a dietilnitrosamina (DEN) durante 8 semanas. Dez animais receberam SNAC (1,5 mg/ kg) por gavagem diariamente (grupo SNAC), 10 receberam veículo (grupo EHNA) e 3 receberam dieta padrão e veículo (grupo Controle). Após este período, os animais foram sacrificados e o tecido hepático foi retirado para estudo histológico e análises de expressão gênica. Genes relacionados à fibrose [(MMP)- 2, 9 e 13, e, TGF β -1, colágeno-1α, (TIMP)-1 e 2] e genes relacionados ao estresse oxidativo [proteínas de choque térmico (HSP)-60 e 90] foram avaliados. No modelo de esteatose in vitro, foi utilizada a linhagemhepatocelular C3A/HepG2 e a mesma foi incubada com os ácidos palmítico, ácido oléico. Após 24 horas de incubação, as células foram observadas e fotografadas em microscópio invertido e coradas com solução de Oil Red O para visualização das gotículas de gordura. Posteriormente, as células gordurosas foram tratadas com o SNAC, nas concentrações de 25 μM, 50 μM, 100 μM, 250 μM, 500 μM,1 mM e 2 mM, durante 24, 48 e 72 horas. A melhor dose selecionada baseando-se na viabilidade celular (técnica do MTT) e citotoxicidade (dosagem de LDH) foi utilizada. Resultados: Nas células GRX, o SNAC induziu a conversão fenotípica a fenótipo de lipócito. Além disso, o SNAC diminuiu a expressão gênica e proteica do TGF-1 em relação ao grupo controle. Por outro lado, o SNAC supra-regulou a expressão gênica da MMP-13, que desempenha um papel chave na degradação do colagénio intersticial na fibrose do fígado. Em ratos, o SNAC levou a atenuação da fibrose hepática verificada pela quantificação de colágeno e este efeito foi associado com supra-regulação da MMP-13, MMP-9 e infra-regulação da HSP-60, TIMP-2, TGF β-1 e colágeno-1α. No modelo in vitro de esteatose, na concentração de 100 μM durante 48 horas, o SNAC não reduziu a quantidade de triglicérides intracelulares nos hepatócitos em comparação ao controle. Conclusão: O SNAC promove a reversão completa do fenótipo de fibroblasto, atenua a fibrose hepática em modelo de EHNA, infra-regula moléculas pró-fibrogênicas e supra-regula a MMP-13. Desta forma, o SNAC, neste contexto, pode ser considerado um potencial agente anti-fibrogênico
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.06.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Claudia Pinto Marques Souza de. Efeito do s-nitroso-n-acetilcisteína (Snac) na fibrogênese hepática em modelo experimental de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.
    • APA

      Oliveira, C. P. M. S. de. (2012). Efeito do s-nitroso-n-acetilcisteína (Snac) na fibrogênese hepática em modelo experimental de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira CPMS de. Efeito do s-nitroso-n-acetilcisteína (Snac) na fibrogênese hepática em modelo experimental de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). 2012 ;
    • Vancouver

      Oliveira CPMS de. Efeito do s-nitroso-n-acetilcisteína (Snac) na fibrogênese hepática em modelo experimental de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). 2012 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021