Exportar registro bibliográfico

Expressão Nuclear do Fator Indusível por Hipóxia-1α e Sobrevida nos Tumores Epiteliais Malignos do Ovário (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: SALA, ADEMIR ROBERTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Subjects: OVÁRIO; ANÓXIA; NEOPLASIAS; METABOLISMO
  • Language: Português
  • Abstract: O estudo do câncer de ovário é relevante devido à alta mortalidade das pacientes acometidas por esta doença. Este fato se dá pelo diagnóstico feito na maioria das vezes em estágios avançados com doença disseminada além da pelve dificultando o tratamento que fica restrito a citorredução e quimioterapia com derivados de platina e taxanos. A falta de marcadores eficientes contribui para o diagnóstico tardio. O estudo do metabolismo celular aparece com uma importante possibilidade de descoberta de novas formas de manuseio do câncer de ovário. Um importante fato observado nos tumores malignos sólidos é seu crescimento mesmo em ambiente hipóxico. O HIF-1α é um importante controlador das alterações metabólicas que promovem crescimento e agressividade em tumores malignos sólidos, incluindo o câncer de ovário. O nosso objetivo foi estudar a expressão do HIF-1α nos tumores epiteliais malignos de ovário, verificar sua relação com prognóstico, e com características histopatológicas que influenciam na sobrevida, em uma coorte retrospectiva representada por 263 pacientes. Para análise da expressão do HIF-1α utilizamos a construção de um bloco de micro-arranjos teciduais (TMA), imunohistoquímica e quantificação computadorizada da expressão nuclear do marcador. Os fatores de prognóstico com impacto na sobrevida global foram o tipo histológico, grau histológico, tipo biológico e a expressão do HIF-1α. O grupo formado pelos tumores mucinosos e endometrióides tiveram sobrevida significantemente superior ao grupo formado pelos tumores de células claras, serosos e indiferenciados (p=0,0035). O grau histológico I mostrou-se como importante determinante de melhor sobrevida (p=0,0001), assim como o estádio cirúrgico (p<0,0001).. No estádio III a citorredução ótima(p<0,0001) e o grau histológico(p=0, 0306) foram determinantes de melhorsobrevida. A expressão do HIF-1α foi maior em tumores do tipo seroso que em mucinosos e endometrióides. Observamos sobrevida global em 5 anos inferior (47%) para pacientes com mais de 7% das células positivas para HIF-1α e superior (64%) para as com menos de 7% das células positivas (p=0,014). Para o estádio III de 33,5% das pacientes com mais de 7% das células positivas 52,6% das com menos de 7% das células positivas para HIF-1α (p=0,02). A análise multivariada confirmou a expressão do HIF-1α como fator independente de prognóstico nas pacientes com tumor no estádio III (p=0,04). Concluímos que o a expressão do HIF-1α é importante fator prognóstico em pacientes com câncer epitelial de ovário e fator independente prognóstico nas pacientes em estadia avançado
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2012

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SALA, Ademir Roberto; REIS, Francisco José Candido dos. Expressão Nuclear do Fator Indusível por Hipóxia-1α e Sobrevida nos Tumores Epiteliais Malignos do Ovário. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012.
    • APA

      Sala, A. R., & Reis, F. J. C. dos. (2012). Expressão Nuclear do Fator Indusível por Hipóxia-1α e Sobrevida nos Tumores Epiteliais Malignos do Ovário. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Sala AR, Reis FJC dos. Expressão Nuclear do Fator Indusível por Hipóxia-1α e Sobrevida nos Tumores Epiteliais Malignos do Ovário. 2012 ;
    • Vancouver

      Sala AR, Reis FJC dos. Expressão Nuclear do Fator Indusível por Hipóxia-1α e Sobrevida nos Tumores Epiteliais Malignos do Ovário. 2012 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021