Exportar registro bibliográfico

Sobrevivência de Fusarium oxyporum f.s. lycopersici e Sclerotium rolfsii em solo solarizado incorporado com matéria orgânica (2001)

  • Autor:
  • Autor USP: SOUZA, NILTON LUIZ DE - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LFT
  • Subjects: MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO; FITOPATÓGENOS; FUSARIOSE VEGETAL
  • Language: Português
  • Abstract: Com o objetivo de avaliar a eficácia da fermentação acelerada de materiais orgânicos de forma integrada com a solarização do solo, foi testado em condições de campo (latitude 22°51 'S e longitude 48°26'W- Botucatu-SP.) a sobrevivência de fitopatógenos habitantes do solo. Utilizou-se como fontes de matéria orgânica a couve (Brassica oleracea varo acephala L.) fresca triturada e a torta de mamona (Ricinus communis L.) as quais foram incorporadas ao solo, imediatamente antes da solarização, nas proporções de 4kg/m2 e 0,8kg/~, respectivamente. Foi empregado na solarização filme transparente de polietileno aditivado com 150 Ilm de espessura objetivando propiciar a retenção de CO2 e CO bem como evitar a difusão do O2. Bolsas de náilon contendo, cada uma, 15g de talco veiculando clamidósporos de Fusarium oxysporum f. sp. lycopersici Raça 2 ou, aproximadamente, 100 escleródios de Sclerotium rolfsii foram enterradas a 10 cm de profundidade imediatamente antes da solarização no centro de cada parcela dos seguintes tratamentos: a) solarização+couve; b) solarização+torta de mamona; c) solarização; d)couve; e )torta de mamona; f)testemunha absoluta, sem matéria orgânica e não solarizada. Em cada tratamento foi monitorada a temperatura a cada hora através de sensores, a 10 cm de profundidade, conectados a um Dattalogger DL 2E. As porcentagens de CO2, CO e O2 foram obtidas através do analisador de gases Texto 325-1 conectado a sondas coletoras, desenvolvidas na presente pesquisa e enterradas a 10 cm em todos tratamentos e, também, na superfície dos tratamentos solarizados. Semanalmente coletaram-se duas bolSas de cada patógeno em uma das cinco parcelas de todos os tratamentos, correspondendo ao período de 35 dias de duração da avaliação de sobrevivência. Em laboratório F. oxysporum f. sp. lycopersici foi avaliado em meio de Komada e S. rolfsii em meio BDA+oxytetraciclina. As observações das condições anaeróbias foram acompanhadas até 121 dias. Após 14 dias da instalação não foram mais detectadas estruturas vivas de ambos os fungos submetidos ao tratamento incorporado com couve seguido de solarização. Neste mesmo período a torta de mamona integrada à solarização do solo promoveu a total inativação, de S. rolfsii. Os demais tratamentos mostraram-se inócuos. A conjugação do efeito da couve e da solarização proporcionou as mais altas temperaturas o que, aliado ao fato do filme plástico sustentar a condição anaeróbia por até 67 dias e, provavelmente, reter produtos voláteis derivados dos glucosinolatos, explica a efetividade deste tratamento. A condição anaeróbia, em si, não explica a inativação do F. oxysporum f. sp. lycopersici, já que esta situação ocorreu durante todo o período de avaliação de sobrevivência no tratamento solarizado incorporado com torta de mamona sem, entretanto, ter resultado na morte deste fungo. Considerando o período médio de 30 dias, normalmente recomendado para solarização em campo, os resultados obtidos na presente pesquisa podem ser considerados um avanço para o controle de doenças causadas por fitopatógenos habitantes do solo.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 00.00.2001

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SOUZA, Nilton Luiz de. Sobrevivência de Fusarium oxyporum f.s. lycopersici e Sclerotium rolfsii em solo solarizado incorporado com matéria orgânica. 2001.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2001.
    • APA

      Souza, N. L. de. (2001). Sobrevivência de Fusarium oxyporum f.s. lycopersici e Sclerotium rolfsii em solo solarizado incorporado com matéria orgânica. Universidade de São Paulo, Piracicaba.
    • NLM

      Souza NL de. Sobrevivência de Fusarium oxyporum f.s. lycopersici e Sclerotium rolfsii em solo solarizado incorporado com matéria orgânica. 2001 ;
    • Vancouver

      Souza NL de. Sobrevivência de Fusarium oxyporum f.s. lycopersici e Sclerotium rolfsii em solo solarizado incorporado com matéria orgânica. 2001 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021