Exportar registro bibliográfico

Nem só o que é sólido se desmancha no ar: a Nova Luz na produção insubstancial do espaço urbano (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: COUTO, LUCCAS RIBEIRO DO - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: ESPAÇO URBANO; TRABALHO
  • Keywords: Crise do trabalho produtivo; Crisis del trabajo productivo; Produção do espaço urbano; Producción del espacio urbano; Projeto Nova Luz; Projeto Nova Luz
  • Language: Português
  • Abstract: O automovimento do valor se realiza impondo barreiras ao seu processo de valorização e, no impulso de superá-las, acaba por repô-las em escala mais poderosa, adverte Marx. Não obstante o solapamento do trabalho produtivo engendrado por esta autovalorização, o sujeito capital recria simultaneamente, segundo os autores que serão discutidos, novas formas que restituem a reprodução ampliada, funcionando como contratendências à queda nas taxas de lucro e mais-valia de um modo geral. A discussão nesta dissertação foca na produção do espaço urbano e sua aparente potência de vivificar de maneira indelével o capital. Se os capitais não podem se valorizar nos setores produtivos tradicionais, o desenvolvimento das atividades terciárias, ou setor de serviços, e a produção do espaço, nomeadamente pelos grandes empreendimentos através das operações urbanas, aparecem como uma possibilidade para o capital se valorizar. As cidades tornam-se máquinas urbanas de produzir riquezas. Nesta perspectiva e no plano da metrópole de São Paulo as intervenções urbanas cumprem a sua determinação superadora, onde o Projeto Nova Luz é o exemplo paradigmático, não só por sua atualidade e vanguarda no tipo de instrumento que a viabiliza, senão por convergir os elementos representativos da nova economia produtiva urbana. De modo diametralmente oposto, a crítica negativa desenvolvida neste trabalho choca-se com esta interpretação e tenta não perder de vista os nexos interiores que apresentam o urbano enquantouma nova fronteira de acumulação. No limite, concebe-se que o setor financeiro (capitais fictícios) ficcionaliza o trabalho produtivo que se exauriu. A forma monetária se autonomiza da criação de valor e simula igualmente as categorias elementares da produção de mercadorias: lucro, juro e renda
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.03.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COUTO, Luccas Ribeiro do; ALFREDO, Anselmo. Nem só o que é sólido se desmancha no ar: a Nova Luz na produção insubstancial do espaço urbano. 2012.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-16082012-105336/ >.
    • APA

      Couto, L. R. do, & Alfredo, A. (2012). Nem só o que é sólido se desmancha no ar: a Nova Luz na produção insubstancial do espaço urbano. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-16082012-105336/
    • NLM

      Couto LR do, Alfredo A. Nem só o que é sólido se desmancha no ar: a Nova Luz na produção insubstancial do espaço urbano [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-16082012-105336/
    • Vancouver

      Couto LR do, Alfredo A. Nem só o que é sólido se desmancha no ar: a Nova Luz na produção insubstancial do espaço urbano [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-16082012-105336/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020